Depois de cinco anos desde o lançamento de Telemática, o cantor está de volta com o álbum , que reflete muito do Brasil de hoje.

A sonoridade de “MSDM” vem do punk com o misto de um caráter inventivo de China, desde que lançou sua banda Sheik Tosado, no final dos anos 90. Além disso, tem um tempero pernambucano, que sempre esteve no seu trabalho.

 “Vejo o compositor como um cronista da realidade, e a realidade em que vivemos anda bem dura de ser digerida. É impossível observar o que acontece no Brasil e no mundo e não ter um olhar crítico sobre as mazelas e retrocessos. Acredito que a arte ajuda a propagar ideias e pensamentos, e espero que as pessoas reflitam um pouco sobre o que é dito nas canções desse disco” – comentou China.

Além de cantar, China também participa da produção de “MSDM”, nos beats, tocando baixo, e selecionando os samples. O produtor do álbum, Yuri Queiroga, também toca violão, baixo e guitarra. Participa, também, o percussionista Lucas dos Prazeres. É dessa interação que nasce a espinha dorsal das canções, uma leitura do Brasil a partir dos sons.

“Manual de Sobrevivência para Dias Mortos” será lançado no dia 31 de maio em todas plataformas digitais.

https://www.youtube.com/user/chinainaina

Sem mais artigos