Todos os autores das Graphics MSP - antigos e novos - reunidos (Foto: Paulo Floro/Rev.OGrito!)

Todos os autores das Graphics MSP – antigos e novos – reunidos (Foto: Paulo Floro/Rev.OGrito!)

Da Revista O Grito!, De Belo Horizonte

A sexta (15) foi o dia mais lotado do Festival Internacional de Quadrinhos (), que acontece em Belo Horizonte até o próximo domingo. É que hoje foi o dia do anúncio das novas Graphic MSP, o maior empreendimento de HQ autoral do Brasil nos últimos anos. Os livros trazem a visão de quadrinistas brasileiros para personagens da Turma da Mônica. O editor da Produções, Sidney Gusman, divulgou os autores dos próximos álbuns para um auditório lotado, o que confirma a popularidade da série. , , Luis Felipe Barroso, , , entre outros, estão entre os novos selecionados.

O próprio Maurício de Sousa fez uma aparição surpresa, sendo chamado ao palco em uma entrada em tom de espetáculo. “Apesar de todo mundo lembrar de mim quando o assunto são as graphics, foi o Maurício que permitiu tudo isso, pois ele emprestou seus brinquedos para que possamos brincar”, disse Gusman. “Acredito que esse é um momento histórico para os quadrinhos no Brasil”, falou Maurício, que passou a coletiva inteira tirando fotos dos convidados da mesa. Mas a maior surpresa do dia foi a série mensal com HQs autorais inspiradas na .

A lista das novas graphics são essas:

Papa-Capim, de Renato Guedes e Marcela Godoy
Bidu, de Eduardo Damasceno e Luis Felipe Barroso
Turma da Mata, Greg Tochini, Arthur Fujica, Davi Calil
Penadinho, de Paulo Crumbin e Cris Eiko
Astronauta 2, de
Turma da Mônica 2, de e

A maior novidade foram as duas continuações de álbuns lançados anteriormente, Astronauta 2, por Danilo Beyruth e Turma da Mônica, feito pelos irmãos Lu e Vitor Cafaggi. Ao fazer o anúncio dos novos nomes, a mesa foi marcada por muita emoção, com a maioria dos quadrinistas chorando, sobretudo quando falavam da relação que tinham com as HQs de Maurício de Sousa. As três HQs lançadas até agora mostraram que revistas autorais podem alcançar o público de massa. “Faço um apelo para outras editoras que atuam em banca: invistam em autores nacionais. Aqui no FIQ tem uma porrada de nomes que valem a pena investir”, disse Gusman.

Segundo Maurício de Sousa, a HQ Turma da Mônica: Laços já passou da quinta tiragem. Já Astronauta: Magnetar, que abriu a série, foi lançado na Itália, França, Espanha e Alemanha. A grande repercussão que uma obra dessa alcança por causa da larga tiragem é hoje o maior feito alcançado por um artista independente de quadrinhos.

Filmes
Maurício de Sousa também anunciou que os álbuns anteriores serão adaptados para o cinema. Os detalhes não foram divulgados, mas a MSP já busca produtores, que deve vir de fora do Brasil. “Se você ler esses gibis verão que eles já estão todos com um script pronto, bastante estruturado”, disse o cartunista.

msp2

msp

msp6

msp4

msp5

msp3

Sem mais artigos