O músico Maurício Tagliari transforma indignação social em samba no single “”. A música estará em MAô: Allegro Dentro do Possível, disco previsto para o próximo ano, e está disponível em todas as plataformas de música digital via YB Music.

A ideia da música surgiu ao refletir sobre a atualidade quando o artista fazia a produção musical da série “Cantoras do Brasil” (Canal Brasil) na qual Juçara Marçal cantaria músicas dos anos 1930 sobre desaparecimentos no morro e a composição ficou guardada até o momento certo. Em um encontro no estúdio com Rodrigo Campos e Mauricio Badé para gravações, o samba ganhou corpo. Na gravação, Janine Matias e Val Andrade participam do coro.

A música relembra o Caso Amarildo, um dos mais emblemáticos casos de racismo e injustiça social do Brasil.

Amarildo Dias de Souza (Rio de Janeiro, 1965/1966 – Rio de Janeiro, 2013) foi um ajudante de pedreiro que ficou conhecido nacionalmente por conta de seu desaparecimento, ocorrido no dia 14 de julho de 2013. Após ter sido detido por policiais militares e conduzido da porta de sua casa, na Favela da Rocinha, em direção a sede da Unidade de Polícia Pacificadora do bairro, Amarildo foi torturado e morto.

12 dos 25 policiais denunciados foram condenados em 2016 (quatro deles foram absolvidos em 2019). O caso se tornou símbolo na luta contra o abuso de autoridade e violência policial.

Leia Mais
Ian Cardoso lança videoclipe de “Amassadinho” e anuncia novo disco