O pop volta a experimentar nos videoclipes, uma das mídias mais inventivas à disposição dos artistas. Nos vinte melhores vídeos do ano temos narrativas que mais parecem curtas-metragens, como é o caso do Flying Lotus e Arcade Fire, mas contamos também com trabalhos que remontam às raízes do formato, que surgiu como forma de promoção dos álbuns – caso de Jessie Ware e Sia. Correndo por fora o ano teve ainda muitos vídeos conceituais, que resolvem arriscar na forma. Neste quesito aparecem ótimos representantes como David Bowie, M.I.A., Marcelo Jeneci e FKA twigs.

Com vocês, os vinte vídeos mais incríveis de 2014!

Por Eduardo Dias e Paulo Floro

20
BANDA DO MAR – “Mais Ninguém”
Diretor: Everton Oliveira

19
MARCELO JENECI – “O Melhor da Vida”
Diretor: Isabel Lenza e Fernanda Weinfeld

18
HOLGER – “Café Preto”
Diretor: Fabiana Serpa

17
JESSIE WARE – “Say You Love Me”
Diretor: Tell No One

16
CRIOLO – Duas de Cinco + Coccixência
Diretor: Cisma

15
ARIEL PINK – “Picture Me Gone”
Diretor: Grant Singer

14
MAC DEMARCO – “Passing Out Pieces’
Diretor: Pierce McGarry

13
ST. VINCENT – “Digital Witness”

12
PERFUME GENIUS – “Queen”
Diretor: Cody Critcheloe

11
JOHNNY HOOKER – “Alma Sebosa”
Diretora: Giovanna Machline

10
ARCADE FIRE – “We Exist”
Diretor: David Wilson

O Arcade Fire e o diretor David Wilson se uniram para criar uma narrativa sobre identidade de gênero, tema da faixa “We Exist”, retirado do ótimo Reflektor, lançado ano passado. Ainda contaram com um protagonista de luxo para o vídeo, Andrew Garfield, o atual Homem-Aranha nos cinemas. – Paulo Floro.

09
CHINA – “Arquitetura da Vertigem”
Diretores: Pedro Escobar e Pedro Vitor Ferraz

China é mais um dos artistas da cena pop pernambucana a expor um dos maiores problemas do Recife hoje, a especulação imobiliária que ameaça a memória da cidade o bem-estar da maioria. O clipe usa imagens retiradas da ocupação no Cais José Estelita, que aconteceu este ano e foi encerrada através de uma violenta ação policial. – PF.

08
RÖYKSOPP com ROBYN – “Monument”
Diretor: Max Vitali

Uma das melhores parcerias do ano e que ainda conta com o talento do The Creators Project. Deleite visual, viagem imagética. Poucas palavras conseguem representar esse vídeo. – Eduardo Dias.

07
FLYING LOTUS com KENDRICK LAMAR – “Never Catch Me”
Diretor: Hiro Murai

Ao fazer um disco inteiro sobre a morte, Flying Lotus também precisava de um clima na mesma temática. O vídeo traz uma visão desencantada da morte ao mostrar dois jovens dançando no próprio enterro. – PF.

06
OK GO – “I Won’t Let You Down”
Diretor: Kazuaki Seki e Damian Kulash Jr.

A banda tem feito clipes que repercutem mais do que seus discos e por isso ela sempre frequenta nossas listas de melhores clipes. “I Won’t Let You Down” é uma brincadeira muito séria de como o olhar pode ser enganado e como a mente pode ser iluminada. – Eduardo Dias.

05
LUCAS SANTTANA – “Partículas de Amor”
Diretor: Julio Secchin

Os quatro elementos naturais são convocados para falar de amor. – ED.

04
JOHN LEGEND – “You and I (Nobody In The World”
Diretora: Mishka Kornai

John Legend e a diretora Mishka Kornai mostraram muita sensibilidade para tratar das pressões por beleza e sucesso das mulheres de hoje em dia. O clipe traz ainda a participação de Laverne Cox, um dos nomes mais relevantes em 2014 na luta por direitos trans.

03
FKA twigs – “Video Girl”
Diretor: Kahlil Joseph

FKA twigs foi durante muito tempo uma dançarina de videoclipes. Neste clipe a cantora relembra esse passado, mas desta vez trabalha uma dança com muito mais pretensão artística. Kahlil fez um vídeo tenso onde FKA faz a dança da morte a um condenado.

02
M.I.A. com THE PARTYSQUAD – “Double Bubble Trouble”
Diretora: M.I.A.

A rapper M.I.A. volta a focar seu ataque à obsessão norte-americana por armas, desta vez com a possibilidade da criação em massa com o advento das impressoras 3D. O vídeo tem o mesmo ritmo frenético dos outros vídeos da cantora, cheio de colagens e excesso de informação, desta vez reforçado com o uso de GIFs. – Paulo Floro.

01
SIA – “Chandelier”
Direção: Madeleine Zigler

A coreografia precisamente caótica de uma garotinha, a ausência do próprio rosto e a presença de celebridades em toda a promoção em programas de TV que deram novo sentido às performances ao vivo. Sia e Madeleine Zigler produziram o clipe mais repercutido do ano com ideias aparentemente simples e carregadas de emoção. – Eduardo Dias.

E veja nosso calendário do especial de melhores do ano!

ESPECIAL MELHORES DE 2014
15/12 – Top 20 Clipes do Ano
17/12 – Top 30 Filmes do Ano
17/12 – Top 50 Músicas do Ano
18/12 – Top 40 Álbuns do Ano
22/12 – Top 25 HQs do Ano

Leia Mais
Conto: Porra, cadê o boy?