Foto: Divulgação/IRB.

Foto: Divulgação/IRB.

Recife recebe a exposição pela primeira vez. Serão exibidas 144 obras da coleção de 30 mil gravuras da Fundação Biblioteca Nacional, considerada pela UNESCO uma das 10 maiores do mundo. Vai ser no Instituto Ricardo Brennand, na Várzea, Zona Oeste do Recife, de 20 de novembro a 01 de março de 2015.

Pela primeira vez no Estado, a mostra possui 144 obras representativas da gravura europeia pertencentes ao acervo da Fundação Biblioteca Nacional. As obras que estarão expostas para o público, fazem parte do período do Renascimento ao Iluminismo, fruto do trabalho de 64 artistas com curadoria de Fernanda Terra, mestre em Museologia e Patrimônio pela Universidade Federal do Estado do Rio De Janeiro

As 144 obras da exposição integram o acervo de 30 mil itens da Fundação Biblioteca Nacional, cuja origem remonta à Real Biblioteca, trazida ao Brasil por ocasião da vinda da Corte portuguesa para o Rio de Janeiro em 1808. Obras de Dürer, Rembrandt, Callot, Goya e Hogarth, fazem parte da mostra que estão dispostas em núcleos regionais de produção, formadas pelas coleções italiana, alemã, holandesa, flamenga, francesa, inglesa, espanhola e portuguesa, com xilogravuras, exemplos da mais antiga técnica de gravar sobre papel e exemplares de diversas técnicas de gravação em metal. (calcografia.)

A visitação acontece de terça a domingo das 13h às 15h. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (última terça do mês grátis e crianças até sete anos não pagam).

Sem mais artigos