Gilvan de Souza Lemos (1928-2015), um dos mais importantes escritores pernambucanos, terá livro reeditado pela Cepe. Morcego Cego, de 1988, um dos últimos trabalhos do autor, ganhará nova edição.

Lemos, que completaria 92 anos de idade no próximo dia 1º de julho, deixou mais de 30 livros impressos, entre novelas, romances e contos. Seis de suas obras foram relançadas pela Cepe Editora.

A reedição teve início em 2012 com Os Olhos de Treva, publicado originalmente em 1975 pela Civilização Brasileira, a principal editora do País à época. “Mesmo sendo ele uma pessoa reclusa, seus livros receberam circulação nacional e prêmios; ainda assim, precisam ser mais conhecidos e lidos hoje”, diz Diogo Guedes, editor da Cepe.

Morcego Cego, o próximo livro a ser publicado, narra a vida de um personagem, Juliano, que é tomado pelo ódio, pela ambição e pelo desejo de deixar para trás o seu passado, observa Diogo Guedes. “É uma das suas obras mais densas e recheadas de conflitos internos”, avalia. De 2012 a 2015, a Cepe reeditou Os Olhos da Treva, O Anjo do Quarto Dia, Emissário do Diabo, Jutaí Menino, Noturno Sem Música e Espaço Terrestre.

Leia Mais
Disco de estreia da Chambaril chega ao streaming 15 anos depois