Foto: Divulgação/TV Cultura.

Foto: Divulgação/TV Cultura.

Morreu nesta terça (28) o ator e diretor , aos 83 anos. Ele foi encontrado pelo filho, André, na sua casa em São Paulo. As informações são do Diario de São Paulo. A causa da morte foi um infarto no miocárdio.

Abujamra ficou conhecido pelo programa de entrevistas Provocações, que fugia do lugar comum do gênero e era exibido pela TV Cultura. Ele também fez carreira no teatro como ator e diretor.

Nascido em 15 de setembro de 1932, Abujamra ficou conhecido pelo humor ácido e pelas críticas que fazia em relação à classe média, a família brasileira e à classe artística.

Ele iniciou a carreira na TV Tupi, como ator, mas fez sucesso mesmo no teatro. Entre suas peças mais famosas estão Volpone, de Ben Johnson, Hair, de George Ragni e James Rado e Retrato de Gertrude Stein Quando Homem, texto de sua autoria e O Inferno São Os Outros, de Sartre. Por seu trabalho nos palcos venceu com prêmio Juscelino Kubitschek de , pela direção de A Cantora Careca, de Eugène ionesco, em 1959.

Na TV ficou conhecido como o personagem Ravengar na novela Que Rei Sou Eu?, da TV Globo, em 1989. Por esse papel venceu o troféu APCA, além de ter sido revelado ao grande público. Atuou ainda em outras produções de sucesso, como Terra Nostra (1999), Amazônia (1992), entre outras. Ele ainda dirigiu Ninho da Serpente (1982) e Os Ossos do Barão (1997).

Ele também atuou no cinema, chegando a vencer o prêmio de melhor ator no Festival de Gramado em 1989 pelo filme Festa.

https://www.youtube.com/watch?v=f-xydztJ_8Y

Nos últimos anos, Abujamra vinha se dedicando ao programa Provocações, na TV Cultura, que estreou em 2000. A proposta era colocar os entrevistados fora da zona de conforto e trazer temas além da pura divulgação, confrontando os convidados com temas mais profundos e espinhosos.

Abujamra deixa três filhos, o ator e músico André Abujamra, da banda Mulheres Negras e as filhas Clarisse Abujamra e Iara Jamra, também atrizes.

Sem mais artigos