Shirley Temple foi uma das primeiras atrizes mirins na indústria (Foto: Divulgação)
Shirley teve carreira precoce, mas também meteórica (Foto: Divulgação/SAG)
Shirley teve carreira precoce, mas também meteórica (Foto: Divulgação/SAG)

Muito antes das gêmeas Olsen e da menina Maísa existiu Shirley Temple. A mais famosa das atrizes mirins, estrela de Pobre Menina Rica (1936), morreu nesta terça (11), na Califórnia, EUA, de causas naturais, aos 85 anos.

Leia Mais
A gênese de Maísa

Shirley Temple trabalhou de 1931 a 1961, mas seu último trabalho de fato foi A Kiss For Corliss, de 1949. Entre seus filmes mais famosos estão Olhos Encantadores (1934), Alegria de Viver (1934) e A Pequena Orfã (1935). Em todos, sempre teve explorada sua cara inocente de criança, mas com sagacidade.

Após abandonar o cinema, Shirley passou a se engajar em causas sociais globais. Se tornou delegada das Organizações das Nações Unidas (ONU) e atuou ainda como embaixadora, onde serviu no Gana e na antiga Tchecoslováquia.

Shirley Temple foi uma das primeiras atrizes mirins na indústria (Foto: Divulgação)
Shirley Temple foi uma das primeiras atrizes mirins na indústria (Foto: Divulgação)

Oscar-mirim

Shirley Temple foi uma das primeiras atrizes a vencer o finado Oscar-baby, que era uma estatueta em tamanho menor que o original, entregue em 1935. Antes atores e atrizes crianças não competiam com os adultos nas categorias de atuação (hoje, isso seria impensável, que o diga Quvenzhané Wallis).

Em 2006, foi lembrada com um prêmio especial da carreira pelo Sindicato dos Atores de Hollywood, no SAG Awards.

Nascida em 23 de abril de 1928, Shirley Temple começou a carreira aos 3 anos de idade. Foi descoberta por podutores, que se espantaram com seus números de dança (sempre foi seu forte). Ao longo da carreira, contracenou com Clark Gable, Gary Cooper, Joan Crawford, entre outros.

Casou-se aos 17 anos com um soldado chamado Jack Agar, com quem ficou por quatro anos e teve uma filha em 1949, Linda Susan. Em 1950 se casou com Charles Black, um ex-militar, com quem teve dois filhos, Charlie Jr. e Lori.

Leia Mais
Filme Transe revisita a turbulenta campanha eleitoral de 2018