Cantora sofreu metástase em um câncer no ovário. (Foto: Divulgação).
Cantora sofreu metástase em um câncer no ovário. (Foto: Divulgação).
Cantora sofreu metástase em um câncer no ovário. (Foto: Divulgação).

A cantora, escritora e compositora Vange Leonel morreu nesta segunda (14), aos 51 anos. Ela é autora de um dos maiores hits dos anos 1990, “Noite Preta”, que foi trilha sonora da novela Vamp, em 1991, grande sucesso da época.

Vange descobriu um câncer no ovário há 20 dias, com metástase no peritônio, que é a membrana que envolve os órgãos da região abdominal. Ela se internou no hospital Santa Isabel, em São Paulo.

A jornalista Cilmara Bedaque, com quem Vange foi casada por 28 anos, deu a notícia pelo Twitter. Ela atualizavam o blog Lulupinas, sobre cervejas. “Estou vivendo o pior momento da minha vida”, escreveu.

Ativismo e literatura

Vange Leonel era nome ativo na luta pelos direitos LGBT. De 1997 a 2000 ela foi colunista da revista Sui Generis, pioneira do jornalismo voltado para gays e lésbicas no Brasil. É também autora de Lésbicas (1999) e Grrrls: garotas Iradas (2001).

Na música, Vange fez sucesso nos anos 1990, mas antes já tinha participado da banda Nau formada por Beto Birger (baixo), Zique (guitarra) e Mauro Sanches (bateria). O disco de estreia saiu em 1987.

Em 1993 ela fundou o selo Medusa em parceria com a Sony Music, onde lançou o álbum Vermelho (1993). Foi por essa época em que ela assumiu a homossexualidade e intensificou ainda mais seu engajamento nas lutas LGBT. Em 1981, Vange já fazia parte do grupo LF – Lésbico Feminista.

O corpo da cantora será cremado. Ouça o maior hit de Vange, abaixo.

Leia Mais
Marisa Monte traz sua turnê “Portas” ao Recife; ouça o setlist do show