Mort Drucker, veterano quadrinista norte-americano, morreu no último dia 8 de abril aos 91 anos. Apesar dos sintomas, o caso não teve relação com o novo coronavírus, segundo informou seu amigo John Rainer no Twitter.

Drucker foi bastante influente no quadrinho satírico e nas charges e ficou muito ligado à revista MAD, onde trabalhou por 55 anos. Suas famosas caricaturas ajudaram a popularizar a publicação e seguem como referência para novos artistas.

Nascido no Brooklyn, em Nova York, em 22 de março de 1929, ele começou aos 18 anos nas tiras Debbie Dean. Iniciou sua participação na MAD em 1956 e fez parte de uma geração talentosa na revista, que incluía nomes como Harvey Kurtzman, Bill Elder e Wally Wood, entre outros.

Leia Mais
Novos Sons: Duo paulistano Nalesca Mantega lança EP de estreia com Edgar e Steve Shelley, do Sonic Youth