Mostra Ecofalante de Cinema traz 107 títulos de 35 países em edição híbrida

De 27 de julho a 17 de agosto o evento vai promover uma grade de programação extensa com exibição de filmes nacionais, estrangeiros e indicados ao Oscar

Cena do longa A Opção Zero de Marcel Beltrán. (Divulgação).

A Mostra Ecofalante de Cinema, o mais expressivo evento audiovisual sul-americano voltado às temáticas socioambientais, realiza sua 11ª edição de 27 de julho a 17 de agosto, de forma híbrida. Mais de 30 cinemas e espaços culturais de São Paulo, além do acesso online no Ecofalante, realizarão as atividades gratuitamente.

A cerimônia de abertura acontece presencialmente no Reserva Cultural, no dia 27 de julho, com Animal, filme exibido em Cannes, do diretor e escritor francês Cyril Dion. Ao todo, 107 filmes de 35 países participam da mostra, entre eles os indicados ao Oscar Ascensão, de Jéssica Kingdon e Escrevendo Com Fogo de Rintu Thomas.

Entre os títulos nacionais e latinos, Adeus, Capitão de Vincent Careli, Lavra, de Lucas Bambozzi e o cubano A Opção Zero de Marcel Beltrán, são alguns dos destaques.

Na grade da 11ª Ecofalante estão programados: homenagem ao diretor Jacques Perrin; retrospectiva dedicada à cineasta Sarah Maldoror; celebração dos 40 anos do filme Koyaanisqatsi; competição latino-americana com 35 títulos; panorama internacional; concurso de curtas-metragens brasileiros assinados por estudantes; sessões especiais; debates; masterclasses e entrevistas exclusivas.

Cena do filme Koyaanisqatsi de 1982. (Divulgação).
Cena do longa Lavra de Lucas Bambozzi. (Divulgação).
Leia Mais
Sabrina Carpenter lança seu novo disco ‘emails i can’t send’ com letras pessoais e reais