Cena de Dançando No Escuro, com Björk, de Lars Von Trier. (Divulgação).
Cena de Dançando No Escuro, com Björk, de Lars Von Trier. (Divulgação).
Cena de Dançando No Escuro, com Björk, de Lars Von Trier. (Divulgação).

O Cinema da Fundação, do Recife, estreia nesta semana uma mostra comemorativa da distribuidora Imovision, que completa 25 anos.

Fundada pelo franco-brasileiro Jean Thomas Bernardidni, a Imovision é uma das distribuidoras mais conhecidas entre salas dedicadas ao cinema mais autoral e independente, fora do circuito do mercadão comercial. Serão duas mostras na Fundaj, uma que celebra o passado, a partir de quinta-feira e outra que adianta novos filmes que entrarão em cartaz nos próximos meses (na semana de 28 de Agosto a 3 de Setembro) .

A relação da Imovision com o Cinema da Fundação começou em maio de 1998, quando foi exibido BENT, filme de San Mathias.

Esta semana serão 7 filmes projetados em cópias 35mm escolhidos por críticos e curadores de todo o Brasil. São três Palmas de Ouro em Cannes, Amor e A Fita Branca, de Michael Haneke, e Dançando no Escuro, de Lars Von Trier; um dos filmes brasileiros mais premiados da última década, o pernambucano Cinema Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes, além do clássico de Wong Kar Wai, Amor à Flor da Pele.

Quinta-feira, 14/08
18h – A SEPARAÇÃO de Asghar Farhadi
20h20 – VINCERE de Marco Bellocchio

Sexta-feira, 15/08
17h30 – AMOR À FLOR DA PELE de Wong Kar-Wai

Sábado, 16/08
16h20 – CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS de Marcelo Gomes

Domingo, 17/08
16h – DANÇANDO NO ESCURO de Lars von Trier

Terça, 19/08
20h – A FITA BRANCA de Michael Haneke

Quarta, 20/08
18h20 – AMOR, de Michael Haneke

Leia Mais
Série adaptada de Torto Arado terá três temporadas na HBO Max