A pandemia do novo coronavírus atingiu diferentes pessoas em diferentes realidades e essas histórias nem sempre são cobertas pela mídia tradicional. A mostra NaPerifa, que reúne 47 projetos de vídeos e fotos produzidas por artistas periféricos, busca trazer ao público essas diferentes subjetividades.

Organizado pelo Coquevídeo com apoio do IMS, o “Narrativas Periféricas do Fim desse Mundo” é um projeto de incentivo a artistas periféricos de Pernambuco durante a pandemia, fruto da parceria entre o coletivo Coquevídeo – Formação e Experimentação em Audiovisual no Coque e o Instituto Moreira Salles através do programa IMS Convida.

Foram selecionados, em duas etapas, 47 projetos de vídeos e ensaios fotográficos de mais de dez cidades pernambucanas, incluindo periferias urbanas, rurais e comunidades indígenas e quilombolas.

“As periferias, a quem historicamente foi negado o direito de dar a ver a sua perspectiva, nessa mostra – como deveria ser em todas – é voz ativa e diversa e, através da arte, estabelece novos diálogo entre si”, diz a apresentação do projeto.

A mostra está disponível gratuitamente no site Naperifa.org.

– Isolamento. (Divulgação).
Leia Mais
Terceiro volume de Bendita Cura, HQ de Mário César sobre a violenta “cura gay”, está no Catarse