Protesto em frente ao MPPE, no Recife (Foto: Renata Pires/DU via Flickr)
Protesto em frente ao MPPE, no Recife (Foto: Renata Pires/DU via Flickr)

Novas músicas pedem a volta da promotora

Uma versão brega da Cia da Lapada, “Volta Belize”, apareceu online esta semana. A faixa é uma referência à saída da promotora do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Belize Câmara. Ela fazia parte da Comissão de Meio Ambiente e foi uma das responsáveis por ações que envolvem questões importantes no Recife hoje.

Belize esteve ligada à Ação Civil Pública contra o projeto Novo Recife, que prevê a construção de 12 torres no Cais José Estelita, próximo ao Forte das Cinco Pontas. Seu afastamento aconteceu pelo fato de acumular as promotorias de Meio Ambiente do Recife e a de Infância e Juventude de Jaboatão dos Guararapes. Com a decisão, ela fica apenas com a última.

A faixa foi feita por Amanda Meneleu e postada no Soundcloud. A letra cita o procurador geral do MPPE, Aguinaldo Fenelon, que decidiu manter a decisão do afastamento. Na última quarta e nesta semana, um grupo protestou contra o afastamento no que ficou conhecido como #OcupeMPPE.

Ainda no mesmo estilo, outra faixa foi postada online, desta vez contra o projeto Novo Recife. DJ Nenhuma disponibilizou para download a faixa “Novo Recife (Ou Tu Tá Ligado Ou Tu É Mané)”, uma versão de Reginaldo Rossi em que critica o polêmico projeto da construção das torres.

Cineastas
Além dessas músicas lançadas esta semana, que tem como mote os protestos em relação ao Novo Recife e ao afsatamento de Belize Câmara, outros artistas também se manifestaram anteriormente. Um grupo de cineastas criou o filme coletivo [projetotorresgemeas] em que contextualizam a recente verticalização da cidade. O longa foi exibido durante o Janela Internacional do Cinema do Recife, em 2011. Veja o filme.

Leia Mais
Nuno Talicosk fala do amor por crushes no novo single de brega pop “Pão Doce”