series

O percurso nem sempre foi interessante para estas séries, mas as novas temporadas pedem uma segunda chance. Todas estreiam neste segundo semestre

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=gdjKC9ocxLY

Homeland
Todos nós seguimos dando uma chance para Homeland, mesmo sabendo que a série perdeu o rumo na segunda temporada quando perdeu seu fio condutor principal (a saber: a ambiguidade moral na luta contra o terrorismo). Agora, pegando o gancho do final meio apoteótico da terceira temporada, os produtores esperam dar uma sobrevida à série neste quarto ano. Torcemos para que estejamos errados, já que Homeland tem um dos melhores elencos das séries em atividade, com destaque, claro, para Claire Danes. A estreia será em setembro no Showtime. (Passa no Brasil no FX, mas o canal não se pronunciou a respeito).

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qSRadjN_IWk

American Horror Story: Freakshow
American Horror Story tem a vantagem de ter um formato interessante ao leitor que se enche fácil de personagens. Os produtores decidiram contar histórias baseadas em lendas de terror norte-americanas com um elenco fixo, mas com tramas, cenários e personagens diferentes a cada temporada. Desta vez eles mostram um circo de horrores nos anos 1950. Sarah Paulson e Jessica Lange em sua última participação no seriado, estão de volta. A estreia prevista é outubro nos EUA, pelo FX. [No Brasil na Fox, provavelmente na mesma época]

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=MSqKwFGCzXY

Boardwalk Empire
Boardwalk Empire já foi vendida como a obra-prima da HBO em termos de sofisticação para uma série de TV. Agora chega à sua quinta e última temporada depois de vir perdendo o fôlego ano após ano. Ainda assim é um dos melhores exemplos de como a TV norte-americana vem conseguindo se sair melhor que o cinema quando o assunto é liberdade criativa. Os episódios derradeiros deverão mostrar o destino de Nucky Thompson, impecavelmente interpretado por Steve Buscemi. A estreia será em setembro nos EUA e Brasil, na HBO.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qZGC6lsDX78

The Killing
O remake de The Killing se deu bem na TV norte-americana. Todos nós amamos a primeira temporada da produção original dinamarquesa Forbrydelsen, mas nada superou o que vimos depois pelas mãos dos ianques. Este quarto ano será o último e mostrará os detetives Linden e Holder retornando para investigar uma chacina grotesca que expõe uma história familiar sombria, além do desaparecimento misterioso de alguém do próprio Departamento de Polícia de Seattle. Estará disponível na Netflix dia 1º de agosto, aqui no Brasil.

Masters Of Sex
Masters Of Sex foi uma das melhores surpresas do ano passado. Martin Sheen interpreta Dr. Masters, um pioneiro médico estudioso do comportamento sexual que tem uma relação conflituosa e complicada com sua assistente, Virginia (Lizzy Caplan). A série expõe a hipocrisia dos anos que antecederam a revolução sexual no mundo. Vale a pena ver. Nos EUA, o canal Showtime estreou a produção neste final de semana. Por aqui, a HBO exibirá no segundo semestre.

Doctor Who
Doctor Who, agora gozando do status de fenômeno mundial, estreia sua oitava temporada no dia 23 de outubro. A maior expectativa é para a performance de Peter Capaldi, que substituiu Matt Smith como o doutor no final da sétima temporada, com o personagem passando pelo processo de regeneração. A BBC vai estrear a série simultaneamente nos EUA, Inglaterra e Brasil.

Leia Mais
Primeiras impressões: The Handmaid’s Tale engata uma quinta temporada com um roteiro empancado