Fotos: Divulgação.
Fotos: Divulgação.

O Museu de Arte Contemporânea de Olinda (MAC) sedia o Janelas Contemporâneas, novo trabalho de Elisa Lobo. A artista reconstruiu clássicos da arte com linhas e bordados. A mostra acontece entre os dias 23 de outubro e 23 de novembro. Entre as obras recriadas em telas, almofadas e móveis de decoração, estaão “Abaporu”, de Tarsila do Amaral, “Mona Lisa”, de Da Vinci e “O Beijo”, Gustav Klimt.

A abertura da mostra acontecerá às 19h desta quarta (23) e irá contar com intervenção do maestro Israel de França, que irá executar peças clássicas e populares no violino ao vivo inspirado pelas obras de Elisa. A entrada é gratuita.

No total, a mostra traz a Pernambuco 30 painéis e uma instalação com esculturas em tecido bordado intitulada “A Água é Viva”. O público também poderá conferir fragmentos da obra da artista como almofadas que recontam a história da arte e que serão comercializadas na Dona Santa e Artefacto, no Recife.

Elisa Lobo nasceu em Presidente Prudente, em São Paulo e teve uma relação muito voltada para as artes cênicas. Ela foi uma das criadoras do grupo de teatro Teto. Formada em Artes Plásticas na Universidade de Brasília (UnB) e FAAP, em São Paulo, desde 1976 Elisa teve sua carreira voltada para a alta costura, tendo atuado com as marcas Giovanna Baby e Cavalera. Há quatro anos iniciou um trabalho de releitura de obras de arte. Entre seus trabalhos estão uma variedade de acessórios e vestuário com almofadas, painéis, poltronas, abajures, tótens, jaquetas, camisas, bolsas, echarpes, e peças customizadas.

O Museu de Arte Contemporânea de Olinda fica na Rua 13 de Maio, na Cidade Alta, no Sítio Histórico de Olinda.

elisa2

elisa3

Leia Mais
Noite das Ideias acontece pela primeira vez no Recife