Acossado, um dos maiores clássicos do diretor. (Divulgação).

Os filmes de Jean-Luc Godard para ver no streaming

Diferentes fases do diretor estão disponíveis online, do clássico da Nouvelle Vague "Acossado" ao documentário experimental "Imagem e Palavra", de 2018

Um dos maiores nomes do cinema mundial e criador da Nouvelle Vague, Jean-Luc Godard, que morreu nesta terça (13), foi tido por muitos como um cineasta difícil, sinônimo de “cinema cabeçudo”. Mas a real é que o diretor experimentou diferentes narrativas ao longo da carreira e sua obra é permeada pela experimentação em diferentes gêneros, da comédia romântica pouco usual de Uma Mulher é Uma Mulher ao ensaio visual de Adeus à Linguagem.

Leia Mais
Adeus a Godard, um dos mais importantes diretores, fundador da Nouvelle Vague
Crítica brasileira analisa importância do diretor

O streaming está cheio de Godard, de diferentes fases. Acossado, de 1960, por exemplo, está disponível para exibição no Globoplay/Telecine. O longa foi revolucionário ao propor uma montagem bem pouco ortodoxa, com cortes bruscos e narrativa veloz que se tornou a marca do diretor.

Eu Vos Saúdo, Maria, de 1985, trouxe o lado mais iconoclasta do diretor ao mostrar uma Virgem Maria moderna, que engravida sem sexo. O longa foi condenado pelo papa João Paulo II quando foi lançado e chegou a ser proibido no Brasil pelo então presidente José Sarney.

Imagem e Palavra, último longa de Godard, mostra um diretor interessado em refletir sobre o próprio cinema. O documentário propõe um debate filosófico sobre o mundo a partir das gerações de imagens e traz muito das inquietações do diretor em relação à morte. O filme venceu o Prêmio do Júri no Festival de Cannes.

Veja a lista dos filmes disponíveis:

Acossado (1960)
Considerado em muitas listas um dos melhores filmes de todos os tempos, o longa estrelado por Jean-Paul Belmondo traz cenas frenéticas e cortes rápidos que causou comoção à época.
Disponível para aluguel no YouTube e AppleTV+

Uma Mulher é Uma Mulher (1961)
Mais um longa estrelado por Jean-Paul Belmondo, nome que ficou muito ligado à filmografia de Godard. Ao lado de Anna Karina, a trama é uma espécie de homenagem aos musicais da era de ouro de Hollywood e mostra um homem que se envolve com a namorada do amigo.
Globoplay/Telecine

Uma Mulher Casada (1964)
Todo feito a partir de fragmentos de imagem, é bem experimental na forma e no uso dos enquadramentos.
Globoplay

Masculino/Feminino (1966)
Mostra a história de Paul, que abandona o serviço militar e se engaja na luta contra a guerra do Vietnã ao mesmo tempo em que lida com questões amorosas.
Mubi

Sympathy For The Devil (1968)
Ao mesmo tempo em que faz um registro dos Rolling Stones ensaiando para a apresentação de Sympathy for the Devil, o filme é também uma reflexão de Godard sobre o emblemático ano de 1968 e o que significou para a contracultura.
Disponível no Belas Artes à la Carte.

Tudo Vai Bem (1972)
Estrelado por Jane Fonda, o filme foca na relação de sua personagem, uma jornalista americana vivendo na França e de seus marido, um cineasta que vive das glórias do passado. Tudo muda quando ambos decidem registrar uma greve em uma fábrica.
Globoplay

Salve-se Quem Puder (1980)
As histórias de três personagens se cruzam, em uma análise das relações sexuais em meio à sociedade. Estrelado por Isabelle Hupert.
Globoplay

Paixão (1982)
Na trama, um diretor polonês lida com produtores e obstáculos para fazer um documentário sobre luz e imagem. Novamente estrelado por Isabelle Hupert.
Globoplay

Carmen de Godard (1983)
O filme mostra a história da personagem-título às voltas com uma gangue que planeja assaltar um banco. O longa venceu o Leão de Ouro no Festival de Veneza.
Disponível no Looke.

Eu Vos Saúdo, Maria (1985)
O mais polêmico filme de Godard apresenta uma Virgem Maria nos dias atuais. O longa foi censurado no Brasil em 1986, em um dos últimos casos de censura estatal oficial no país, que saía da Ditadura.
Globoplay

Adeus à Linguagem (2014)
Altamente experimental, Jean-Luc Godard, explora os universos da linguagem cinematográfica por meio de uma intrigante narrativa visual.
Disponível para aluguel no AppleTV+

Imagem e Palavra (2018)
Último filme de Godard explora nossa relação com a imagem a partir de uma série de reflexões sobre o cinema e o mundo. Carregado no pessimismo, o filme discute guerras e catástrofes ambientais.
Disponível para aluguel no AppleTV+, YouTube e Prime Video (a partir da assinatura do Reserva Imovision).

Leia Mais
Round 6 se torna primeira produção de língua não inglesa a ser indicada às categorias de drama no Emmy