O disco Inédito resgata raridades e celebra os 75 anos do compositor brasileiro morto em maio de 2020, vítima de complicações da Covid 19. Nomes como Maria Bethânia, Chico Buarque, Sueli Costa e João Bosco participam da homenagem, que já está disponível nos streamings.

Com arranjos de Cristóvão Bastos e produção musical de Jorge Helder, o projeto gravado de julho a agosto deste ano, seguindo todos os protocolos necessários, estabelece uma transversal do tempo dos parceiros de Aldir. Vai de João Bosco (com quem fez diversos clássicos desde que se conheceram, na virada para 1970), passa por Guinga, Moacyr Luz e Cristóvão Bastos, e chega a Alexandre Nero, último parceiro de Aldir.

A ideia do álbum surgiu quando Mary Lúcia de Sá Freire, viúva do compositor, voltou de uma viagem ao sul do País, no início deste ano. Determinada a rever sua nova jornada e honrar a memória de Aldir, Mary reuniu manuscritos, letras e poesias inéditas, material que chegou até a gravadora carioca pelas mãos da cantora e compositora Ana de Hollanda e de Sônia Lobo, administradora da Nossa Música, braço editorial da Biscoito Fino.

Inédito tomou forma a partir da contribuição de parceiros e amigos de Aldir Blanc: algumas músicas já estavam finalizadas, outras ganhariam melodias neste ano. O projeto foi gravado em tempo de celebrar os 75 anos do compositor e cronista, nascido em 2 de setembro de 1946.

Inédito é a prova de que a importância de Aldir permanecerá reverberando e uma oportunidade para conhecer ou reencontrar sua poesia.

Repertório e intérpretes
1 – Agora eu Sou Diretoria (João Bosco e Aldir Blanc) – João Bosco
2 – Palácio de Lágrimas (Moacyr Luz e Aldir Blanc) –
3 – Baião da Muda (Moyseis Marques, Nei Lopes e Aldir Blanc) – Moyseis Marques
4 – Voo Cego (Leandro Braga e Aldir Blanc) –
5 – Navio Negreiro (Guinga e Aldir Blanc)- Leila Pinheiro / Guinga
6 – Provavelmente em Búzios (Cristóvão Bastos e Aldir Blanc)- Dori Caymmi
7 – Acalento (João Bosco, Moacyr Luz e Aldir Blanc)– Ana de Hollanda
8 – Aqui, Daqui (Joyce/Aldir Blanc) – Joyce Moreno
9 – Mulher Lunar (Luiz Carlos da Vila, Moacyr Luz e Aldir Blanc) – Moacyr Luz
10 – Outro Último Desejo (Clarisse Grova e Aldir Blanc) – Clarisse Grova
11 – Ator de Pantomima (Sueli Costa e Aldir Blanc) – Sueli Costa
12 – Virulência (Alexandre Nero, Antônio Saraiva e Aldir Blanc) – Alexandre Nero

Leia Mais
“A sociedade é muito mais violenta do que o meu cinema”, diz Cláudio Assis