Foto: Beto Figueirôa / Divulgação

Foto: Beto Figueirôa / Divulgação

O músico pernambucano Juliano Holanda lançou este ano dois discos de uma só vez, A Arte de Ser Invisível e Pra Saber Ser Nuvem de Cimento Quando o Céu For de Concreto. Apesar dessa sua estreia em carreira solo, Holanda é veterano na músico e já participou de mais de 60 discos de diversos artistas. Ele também tem cerca de 130 músicas gravadas por vários intérpretes.

Com influência de sua cidade, Goiana, na Zona da Mata Norte, Juliano traz referências regionais adicionadas de jazz e rock. Ele faz parte da banda pernambucana Orquestra Contemporânea de Olinda e já participou dos discos de Mônica Feijó, Geraldo Maia, Rabecado, Cascabulho, Gonzaga Leal, Zeh Rocha, Silvério Pessoa, Alessandra Leão, Academia da Berlinda, entre outros.

faz dois shows (Olinda e São Paulo) para apresentar músicas dos seus primeiros discos solos. O primeiro acontece em Olinda (PE), nesta sexta (9), durante o Festival Mimo, onde abrirá o show do coletivo francês Nouvelle Vague. Logo depois, ele embarca para São Paulo para se apresentar no projeto Prata da Casa, no Sesc Pompéia, dia 17/09.

Deixando de ser invisível
Juliano resolveu sair dos bastidores e lançou seu primeiro trabalho solo em maio desse ano: A Arte de Ser Invisível. “Eu sempre me coloquei como um músico de background, nunca tinha pensando em fazer um trabalho solo, necessidade que foi surgindo com o tempo”, conta Juliano, por email. “Houve um amadurecimento natural. O meu processo de criação é diário. Componho quase todos os dias”. 

Neste primeiro trabalho ele convidou intérpretes para gravar suas canções. No segundo, Pra Saber Ser Nuvem de Cimento Quando o Céu For de Concreto, que chegou às lojas no final de agosto, ele resolveu cantar todas as faixas, acompanhado apenas por um trio (baixo, guitarra e bateria). “É um trabalho mais cru, com pegada mais rock que o anterior, já que a guitarra é o instrumento principal, e submeto as canções a uma lógica mais de banda.”

A acontece em Olinda até domingo (8) e tem programação gratuita. O show de Juliano será às 22h30 na Praça do Carmo. Já o Prata da Casa será no dia 17 deste mês, às 21h. Mais informações: (11) 3871-7700.

Sem mais artigos