O músico e compositor pernambucano Júlio Ferraz lança seu novo EP, Lampejos, gravado e mixado durante a quarentena do novo coronavírus. Lançado pela gravadora Discobertas, o álbum traz de forma nua sentimentos vividos pelo artista em seus primeiros 30 dias de isolamento social.

O artista pernambucano, que por razão da COVID-19, adiou as datas do show “Freak Bananas” e também o lançamento do seu novo disco, que estava programado para acontecer nesse mês de maio.

Leia mais: o projeto de quarentena de Charli XCX

Com os músicos isolados e sem poder se encontrar para concluir as gravações do seu novo disco, Ferraz deu espaço para um outro trabalho inédito, dando enfase às cordas de aço, gravando tudo sozinho em casa durante o seu isolamento e mixando e masterizando, através de muitas horas em ligações telefônicas e vários emails.

“Lampejos” é o seu quinto trabalho autoral e terceiro EP solo.

“Eu não me lembro bem o dia, mas eu já estava dentro de casa quando soube que era necessário não sair, e que a partir daquele instante as coisas poderiam piorar muito mais, pois existiam inúmeras pessoas sem acreditar, inúmeras pessoas alienadas e um reforço ainda maior do presidente da nação em diminuir a gravidade do momento”, diz Julio. “O álbum registra um eu isolado com pensamentos gritando para o mundo, e um mundo que atravessava as paredes através do som dos teimosos, do som dos arrependidos gritando com suas panelas das janelas dos prédios, mas também o som dos que não tinham opção e nem teto. O barulho da dor se misturava ao som de uma esperança silenciosa, do estado de prece, que eu busco manter em meu espírito.”

Leia Mais
Rapper Hattem lança nova música, “Forte Fé”