Detalhe do cartaz este ano: recorde de inscrições (Divulgação)
Detalhe do cartaz este ano: recorde de inscrições (Divulgação)
Detalhe do cartaz este ano: recorde de inscrições (Divulgação)

A USP (Universidade de São Paulo) sedia neste mês mais uma edição das Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, congresso que traz um olhar acadêmico das HQs e é considerado o maior do gênero na América Latina. A novidade este ano é que o evento terá o lançamento do livro Os Pioneiros no Estudo de Quadrinhos no Brasil (Criativo).

Segundo a Folha, o livro traz depoimentos de Álvaro de Moya, Antonio Cagnin, Moacyr Cirne, Sonia Luyten e Waldomiro Vergueiro, pesquisadores que lutaram contra o preconceito dos anos 1970 no estudo de quadrinhos. Naquela época, a USP não era nada convidativa para quem fosse pesquisar o assunto. A organização do livro é de Paulo Ramos,

As 2as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos irão ocorrer entre os dias 20 e 23 deste mês de agosto. Todas as apresentações de trabalhos e conferências serão realizadas no prédio da ECA (Escola de Comunicações e Artes). Segundo os organizadores, esta segunda edição do congresso teve um número maior de trabalhos inscritos e aprovados. Das mais de 300 propostas de resumos recebidas, 201 foram aprovadas para integrarem as 15 mesas temáticas do encontro. Em 2011, ano da primeira edição, foram apresentadas 181 comunicações.

O congresso terá um conferencista em cada um dos quatro dias do evento. Um deles virá dos Estados Unidos. John Lent é tido como referência mundial nos estudos de quadrinhos. Dois dos convidados são da Espanha: Manuel Barrero e Jesús Jiménez Varea, ambos voltados a pesquisas sobre produções europeias.

O quarto convidado é o brasileiro Henrique Magalhães, professor de comunicação da Universidade Federal da Paraíba e mantenedor da Marca de Fantasia, editora que tem o maior catálogo de obras teóricas sobre quadrinhos no país. As inscrições para assistir aos debates podem ser feitas no site.

Leia Mais
Disco de maior sucesso de Cássia Eller ganha versão inédita em vinil duplo