Cena do longa "Carvão"/ Foto: Divulgação.

Talvez você ainda não conheça, mas Carolina Markowicz é uma expressiva cineasta brasileira, conhecida por seus trabalhos na realização de curtas-metragens premiados. Agora, ela estreia no mundo dos longas com o filme Carvão, que será exibido no Festival de Cinema de San Sebastian entre os dias 16 e 24 de setembro.

O filme tem previsão para estrear nos cinemas brasileiros no primeiro trimestre de 2023 e além de participar do Festival, o longa também vai estar na Mostra Competitiva do Festival Internacional de Toronto, onde fará sua estreia mundial como o único filme latino selecionado.

Com a produção e direção de Markowicz, o filme traz a história de Irene (interpretada pela atriz Maeve Jinkings), uma mulher que vive junto ao seu marido, Jairo (Romulo Braga), em uma casa ligada à carvoaria onde o homem trabalha. Junto também de um filho pequeno (Jean Costa) e o seu pai já idoso que não escuta, fala ou é capaz de sair da cama, a vida da família interiorana passa por uma mudança imensa quando aceitam a proposta de hospedar um desconhecido (César Bordón). Junto ao homem, uma nova realidade também chega na casa e transforma a vivência de todos.

Leia mais: Papai é Pop, com Lázaro Ramos, e o verdadeiro papel de pai

A diretora conhece bem a vida em uma cidade pequena e bucólica do interior e reproduziu em seu filme um pouco da realidade que experimentou. “Lá, vivenciei tudo o que uma pequena cidade conservadora pode oferecer: pessoas cuidando da vida umas das outras, famílias unidas pelo fato de que ‘a família deve ficar unida’, casamentos onde os casais quase se odiavam (mas como é vergonhoso ser solteiro, vamos manter o status quo!). E claro: você pode ser um assassino, mas por favor não seja gay.”

Cena de “Carvão”/ Divulgação
Leia Mais
Mulher-Hulk: Série estreia no Disney+ com atuação aclamada de Tatiana Maslany