06a_coroa_andre_edipo

Coroa, músico e produtor olindense radicado em Madrid (ESP) apresenta laboratório de experimentos com raridades de domínio público. A proposta da apresentação Negro Prison Songs é levantar debate sobre memória e preconceito racial. O show acontece nesta quinta, 20 de outubro de 2016, às 20h, no Texas Café Bar, na Boa Vista, centro do Recife. A entrada é franca e o DJ SET fica por conta de Pauliño Nunes.

Foi buscando temas em domínio público que merecem ser lembrados e os alçando a objeto de pesquisa para experimentos sonoros e visuais que o músico e produtor André Édipo criou o projeto Coroa. Em 2009 ele encontrou uma coletânea chamada Negro Prison Songs e impressionado com o achado, teve a ideia de criar o Coroa. “Os presos conseguiram transmitir uma força muito grande em gravações que se resumem a vozes e pedras, foi isso que me chamou a atenção”, explica o músico e produtor que mergulhou num trabalho de pesquisa histórica para criar o projeto.

A coletânea com os temas originais foi gravada pelo etnomusicólogo Alan Lomax na Penitenciária do Estado do Mississippi, no ano de 1947. As prisões dessa época, principalmente no sul dos Estados Unidos, eram uma fonte de trabalho manual, pois os negros passavam o dia trabalhando em plantações e ferrovias em condições de semiescravidão. Nessas gravações é possível notar a crueza e a força desses homens que, com as vozes nuas, cantavam temas sobre seus pesares, sobre o que os havia levado até lá e a condição de serem negros na sociedade onde viviam. O objetivo de Alan Lomax – que já havia feito gravações de gente como Muddy Waters e Memphis Slim, Charlie Higgins, Bessie Jones e outros – era registrar e preservar esses temas para a posteridade e que, no futuro, as pessoas pudessem conhecer essas pessoas e suas histórias.

Estritamente baseado na apresentação ao vivo, Coroa tem a liberdade de utilizar elementos variados, usando samples de origens distintas, mas sempre de domínio público – canções, filmes, poemas. Assim, apesar de ser um projeto onde a improvisação é muito importante na apresentação, é exigido um extenso trabalho prévio de pesquisa e desenvolvimento dos samples e temas. A música é acompanhada de projeções gráficas, também manipuladas em tempo real, que completam a experiência ao vivo e destacam esses personagens e histórias e se desenvolvem em função da resposta do público e do ambiente onde a peça está sendo apresentada.

O Texas Café Bar fica no Edf. Texas, na Rua Rosário Da Boa Vista, 163, Boa Vista, Recife.

Leia Mais
Disco de maior sucesso de Cássia Eller ganha versão inédita em vinil duplo