O grupo de rappers Arrete. (Divulgação).
O grupo de rappers Arrete. (Divulgação).
O grupo de rappers Arrete. (Divulgação).

O Cais do Sertão, museu interativo no Recife Antigo, lança neste domingo (29) o projeto De Repente ao Rap, que vai unir repentistas, poetas populares com rappers. As atrações da primeira edição são os repentistas Pinto e Maturi, dupla popular de rua que completa 10 anos, e o Grupo Arrete, criado em 2013 e composto pelas MCs Ya Juste, Weedja Lins e Nina Rodrigues, que vão se apresentar juntos, às 16h, na Praça do Juazeiro, área externa do Museu.

O projeto é um dos mais interessantes a surgir no hip hop em Pernambuco e conta com a colaboração de Zé Brown na curadoria. “A ideia de criar esse projeto surgiu da importância de incluirmos outros ritmos no Cais do Sertão. Como já temos o Conexão Cais, que liga apresentações culturais das áreas litorâneas do Nordeste com sanfoneiros renomados, decidimos, então, juntar o urbano do rap com a música sertaneja e ainda fazer uma parceria com Zé Brown, que já tem um histórico de projetos que seguem essa linha de divulgação dos ritmos culturais do Estado junto com o rap”, conta Maria Rosa, supervisora de Programação do Cais do Sertão.

A entrada inteira custa R$ 8 e a meia-entrada, R$ 4. O Museu do Cais fica na Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife, (antigo Armazém 10 do Porto do Recife).

Leia Mais
Luisa Sonza lança novo single “Cachorrinhas” antecipando nova fase na carreira