O festival Rec-Beat, que este ano acontece de maneira virtual, divulgou o lineup completo desta edição que acontece no dia 14 de fevereiro. O evento, denominado de “ SP”, aposta em um conteúdo cinematográfico registrado em locais icônicos de São Paulo e Recife, cidades que abrigam atualmente os maiores carnavais de rua do país.

Se apresentam este ano Karol Conká, Mateus Aleluia, MC Troia, Getúlio Abelha, O Terno, Luiza Lian, Spokfrevo Orquestra, Ilú Obá de Min e Céu. Cada apresentação foi registrada em um local diferente.

Locais históricos, a exemplo do Marco Zero, no Recife, e o Largo do Paissandu, em São Paulo, serviram de locações para as gravações dos shows de cada uma das atrações programadas. São lugares que dialogam com a memória afetiva dessas cidades, alguns deles tradicionalmente ocupados pelo Carnaval de rua.

Um dos mais importantes festivais de música do país, o deixa excepcionalmente este ano a histórica rua do Cais da Alfândega, no Recife, onde acontece há 25 anos durante o Carnaval, para ocupar as plataformas digitais. O evento acontece dia 14 de fevereiro, em pleno domingo de Carnaval, com mais de cinco horas de duração, com apresentação comandada por China e Roberta Estrela D’Alva e transmissão gratuita através do YouTube do festival.

Além dos shows, performances compactas, em formato de drops de poesia, dança e música, pontuarão os intervalos dos shows. Se apresentam na programação de drops a poeta Kimani, a premiada escritora e também poeta Luna Vitrolira, a cantora e compositora Alice Marcone com seu queernejo, a violeira pernambucana Laís de Assis, o premiado bailarino e coreógrafo Rubens Oliveira, além da poesia de Adelaide Santos e uma homenagem ao emblemático poeta Miró da Muribeca.

MC Tróia fez show no Cais da Alfândega. (Foto: José Britto).

As filmagens trazem o conceito de fazer da cidade um palco, com cada atração em paisagens urbanas, com mais proximidade com o artista e tomadas que exploram as relações com o lugar. “Nós rompemos totalmente com o conceito de evento padrão, que é filmado a partir de uma estrutura única, com o mesmo cenário onde apenas trocam-se os artistas. Aqui buscamos que cada apresentação fosse algo especial”, diz Filipe Franco, da Panamá Filmes, responsável pela direção das filmagens junto com o duo Cinza. “Nós conseguimos chegar mais perto dos músicos e, como não temos palco, foi possível ter mais liberdade para pensar em abordagens diferentes para cada atração. Ainda conseguimos estabelecer uma ligação muito forte entre esses lugares, os artistas e o próprio Rec-Beat”, conta.

Formação

O reforça seu compromisso em ampliar o debate sobre a importância da economia da cultura no Brasil e sua profissionalização. Nesta edição, o festival conta com atividades formativas (workshops), painel e debate sobre produção fonográfica, produção artística, criatividade e música periférica. Detalhes sobre as inscrições, datas e os artistas que irão ministrar os encontros ainda serão divulgados. Essas atividades precedem o evento principal e também serão gratuitas.

se apresentou no topo de um prédio no centro de SP. (Foto: Felipa Aurélio/Divulgação).

Os shows do SP e os locais em que foram gravados:

SpokFrevo Orquestra

Getúlio Abelha

MC Tróia

Ilú Obá de Min

Mateus Aleluia

Luiza Lian

Karol Conká

Topo de prédio, centro de SP

Marco Zero, Recife

Praça Antônio Prado, SP

Cais da Alfândega, Recife

Largo do Paissandu, SP

Igreja N S do Rosário dos Homens Pretos

Escadaria do Theatro Municipal

Pinacoteca do Estado de SP

leia mais:

Leia Mais
Para celebrar Aldir Blanc: Chico Buarque, Maria Bethânia e João Bosco interpretam faixas inéditas do mestre