– Festival de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero, do Recife, retorna este ano com uma edição online e gratuita. Depois da pausa de um ano, o evento, que é tido como um dos principais de seu seguimento no País, apresenta 30 curtas-metragens, além de um longa-metragem, oficinas e rodas de diálogos.

O festival começa nesta sexta (26) e vai até quarta da semana que vem (31). As inscrições e mais detalhes das exibições podem ser conferidos no site recifest.com.

Entre os curtas que serão exibidos estão Inabitável, de Matheus Farias e Enock Carvalho, Dois Homens ao Mar, de Gabriel Motta, Bardo do Sonho, de Letícia Barros e SAPATÃO: Uma Rachadura no Sistema, de Dévora MC.

Os curtas competem em diversos prêmios e o público pode votar. Diferentemente de outras edições, este ano os curtas vencedores não receberão premiação em dinheiro. A novidade é que todas as obras serão contempladas com o pagamento dos direitos pela exibição no festival, e concorrerão aos troféus do festival, que serão conferidos por um júri oficial e por um júri popular, para eleição dos melhores filmes Nacionais e Pernambucanos.

Curta Inabitável trata da violência contra as pessoas trans sem perder a esperança

Oh Oh Seu moço! Do disco voador/ Me leve com você/ Pra onde você for… Quantas vezes já olhamos para o céu, lembramos da canção S.O.S, de Raul Seixas, e vislumbramos a possibilidade de avistar um OVNI com um extraterrestre bacana que nos leve para bem longe. Geralmente isto ocorre quando estamos meio pra baixo, insatisfeitos com o que nos cerca ou simplesmente pela curiosidade de conhecer, quem sabe, um mundo melhor. E no Brasil de hoje está difícil não […]

Read more

Três mulheres trans do Recife serão homenageadas: Elza Show, Sharlene Esse e Raquel Simpson. Uma das novidades deste ano, é que as homenageadas, que estão impossibilitadas, por conta da pandemia, de qualquer apresentação em locais públicos, receberão um pagamento pelo direito de imagem.

“Em um momento tão delicado, decidimos que era hora de nos reinventarmos. Não dava para ficar mais um ano sem promover o Recifest, porque acreditamos na insistência da produção cultural, na importância da luta coletiva”, explica Rosinha Assis, produtora do festival ao lado de Carla Francine.

Cena de Inabitável. Foto de Gustavo Pessoa e Matheus Farias.

Durante o decorrer do evento, diversos debates serão exibidos de forma online, entre eles, na noite de abertura, no dia 26, com todos os realizadores das mostras competitivas, equipe e curadores. No dia 27, Alessandra Nilo, Indianarae Siqueira, Robeyoncé Lima, Sra Santos e Wellington Pastor conversam sobre ‘Transexualidade na terceira idade, direito à moradia e políticas públicas”. Um debate com os diretores do longa ‘Canto dos Ossos’ também está previsto.

“O Recifest é uma luta coletiva. Nasce da união de trans, bis, lésbicas, agêneros e com o apoio dos antifascistas e antirracistas, negros, pardos, índios e brancos não-LGBTfóbicos ou misóginos. Estamos prontos para lutar e promover essa arte engajada também nesta oitava edição”, resume Carla Francine.

O evento é uma realização das produtoras Olinda Produções e Casa de Cinema de Olinda, com incentivo da Lei Aldir Blanc, Fundarpe e Secretaria de Cultura do Governo do Estado de Pernambuco.

Veja a programação:

PROGRAMAÇÃO

Nesta edição virtual não-usual, a curadoria do Recifest convidou filmes para estimular sensações, acessar outros tempos e repensar impossibilidades. 

Sexta-feira (26)
Das 18h às 20h 

Debate de Abertura – Cinema LGBTQIA+ Contemporâneo
Convidados/as: Todos(as) os(as) realizadores(as) das mostras competitivas, equipe e  curadores/as do RECIFEST ON LINE

Dia 26/03 a 30/03/2021
A partir das 20h  – Mostras Competitivas de Curtas-metragens

SESSÃO 1: BUGS SÃO EFEITOS NÃO DEFEITOS
Bardo do sonho (Letícia Barros, PE) 3MIN
Feitura (Laryssa Machada, Victor Mota e Moxca, BA) 3MIN
i am vírus (Paula Trojany, CE) 8MIN
Eu Te Amo, Bressan (Gabriel Borges, PR) 17MIN
SAPATÃO: uma rachadura no sistema (Dévora MC, MG) 12MIN
Abjetas 288 (Júlia da Costa e Renata Mourão, SE) 20MIN

SESSÃO 2: BREVE NARRATIVA DE SONHO 1
Os Últimos Românticos do Mundo (Henrique Arruda, PE) 22MIN
Inabitável (Enock Carvalho e Matheus Farias, PE) 20MIN
Preces Precipitadas de um Lugar Sagrado que Não Existe Mais (Rafael Luan e Mike Dutra, CE) 23min

SESSÃO 3: BREVE NARRATIVA DE SONHO 2
À beira do planeta mainha soprou a gente (Bruna Barros e Bruna Castro, BA) 13MIN
Afetadas (JEAN, PE) 20MIN
Uma noite sem lua (Castiel Vitorino Brasileiro, ES/SP) 27min

SESSÃO 4: PAIRANDO EM SEGREDO
Ancestralidade de Terra e Planta (Keila Serruya Sankofa, AM) 5MIN
Ali entre nós um invisível (Iagor Peres, PE) 8MIN
Nebulosa (Noá Bonoba, CE) 14MIN
Ela que mora no andar de cima (Amarildo Martins, PR) 14MIN
De Vez em quando eu Ardo (Carlos Segundo, RN) 15MIN
Pietà (Pink Molotov, MG) 4MIN

SESSÃO 5: SÓ ESTOU AQUI PORQUE JÁ FUI EMBORA FAZ TEMPO
Retorno (Neto Asterio, BA) 2MIN
IAUARAETE (Xan Marçall, BA) 13MIN
Fora de Época (Drica Czech, SP) 13MIN
Dois Homens ao Mar (Gabriel Motta, RS) 15MIN
Marco (Sara Bevenuto, CE) 20MIN

SESSÃO 6: PORTAIS ABERTOS NO QUINTAL DE CASA
Primeiro Carnaval (Alan Medina, SP) 5MIN
Letícia, Monte Bonito, 04 (Julia Regis, RS) 19MIN
Notícias de São Paulo (Priscila Nascimento, PE) 11MIN
Aonde Vão os Pés (Débora Zanatta, PR) 14MIN
Tia Iracy Futebol Clube (Layla Sah, 14MIN)
Sei de nós aquilo que você me conta (Tiago Lima, PE) 16min 

Sábado (27)
18h às 19h – Debate: TRANSEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE, DIREITO À MORADIA E POLÍTICAS PÚBLICAS
Com: Alessandra Nilo (Gestos – Soropositividade, Comunicação e Gênero), Indianarae Siqueira (Casa Nem – RJ), Robeyoncé Lima (Coodeputada Estadual de Pernambuco – Juntas-PSOL), Sra Santos (Coordenadora Amotrans-PE) e Wellington Pastor (Representante da PCR)

Mediação: Marcos Castro (Campanha pela moradia para Bianca Close)
19h às 19h30 – Homenagem a Elza Show

Domingo (28)
18h às 19h  – Debate: ARTIVISMO – RUMOS DO AUDIOVISUAL E CINEMA PÓS PANDEMIA

Com:Fabricio Borgas Gastaldi (Produtor, curador, diretor, ator e performance) Julia Katerine (Atriz, diretora e roteirista), Mayara Santana (Designer, diretora e roteirista)

Mediação: André Antônio (Diretor e roteirista)
19h às 19h30 – Homenagem a Sharlene S

Segunda-feira (29)
Das 18h às 19h 

Debate:  VIOLÊNCIAS DE GÊNERO PSICOLOGICA E FíSICA EM TEMPOS DE PANDEMIA

Com: Dália Celeste (Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros), Fabianna Oliveira (Associação e Movimento para Travestis e Transexuais de Pernambuco), Julia Pereira (Poeta e militante do movimento LGBTQIA+)

Mediação: Manu Dias (Recifest)
19h às 19h30 – Homenagem a Raquel Simpson

Terça-feira (30)

Das 18h às 19h30 

Debate: ENCONTRO DE FESTIVAIS DE CINEMA DE GÊNERO E DIVERSIDADE NO BRASIL
Mediação  Recifest- Festival de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero (PE) 

Convidades:

Cristiano Sousa (DIGO- Festival Internacional da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás-GO), Rodolfo Holanda (Festival Sertão & Diversidade – CE), Labelle Rainbow (For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual e de Gênero – CE), Roberto Limberger  (MoDive-Se – Mostra da Diversidade Sexual de Campinas – SP), Alexander Mello (Rio Festival de Gênero e Sexualidade no Cinema – RJ) e Thomas Dadam (Transforma – Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina- SC)

Dia 29/03 a 31/03/2021

Das 19h às 19h 

Mostra não-competitiva de Longa-metragem nacional

Canto dos Ossos (Jorge Polo e Petrus de Bairros) – FICÇÃO, COR, 88’, CE, 2020 – 16 anos

Quarta-feira (31)

Das 18h às 19h 
Debate com diretores e equipe do longa Canto dos Ossos
Mediação Curadorxs: Anti Ribeiro e Felipe André Silva     

Das 19h às 19:30h 
Desfile Drag Queen Curso do RECIFEST ON LINE

Das 19:30h às 20h  

Apresentação Vídeos da Oficina Documentando do RECIFEST ON LINE

Das 20h às 20:30h 

Anúncio dos filmes premiados no RECIFEST ON LINE

Leia Mais
Pabllo Vittar inicia nova fase com o forró romântico “Ama Sofre Chora”. Veja o clipe