O de da Diversidade Sexual e de Gênero nasceu em 2012 e, desde então, vem se destacando por apresentar ao público pernambucano filmes com temática . Mesmo sem patrocínios, a sétima edição do evento está confirmada entre os dias 20 e 22 de novembro, no Cinema São Luiz, no Recife.

Desde o seu primeiro ano, o festival contou com apoio do Funcultura Audiovisual, programa de fomento à produção audiovisual do Governo do Estado de Pernambuco. Com o edital deste ano ainda não foi lançado, a organização do Recifest ficou sem sua principal fonte de financiamento. No entanto, o atual momento do Brasil fez com que as produtoras Carla Francine e Rosinha Assis resolvessem manter o projeto, abordando o tema Toda é burra.

Para conseguir dar continuidade ao festival, foram necessários alguns ajustes. O período de duração, por exemplo, foi encurtado. Em vez de cinco dias, como nos anos anteriores, esta edição será realizada em três dias. Toda a equipe envolvida aceitou trabalhar de forma voluntária, sem recebimento de cachê. A curadoria é de André Antônio e Anti Ribeiro. A mostra competitiva também continuará com as categorias Melhor Filme Pernambucano do Júri Oficial e Melhor Filme Nacional do Júri Oficial, mas sem prêmios em dinheiro.

As produtoras Carla Francine e Rosinha Assis mantiveram o Recifest, abordando o tema “Toda censura é burra” (Foto: Divulgação / Recifest)

Para garantir algumas das necessidades básicas da produção, o evento busca novas formas de arrecadar fundos. Estão em estudo a criação de uma campanha de financiamento coletivo na internet e a cobrança de ingressos a preço simbólico de R$ 2. Até agora, todas as atividades promovidas pelo evento foram gratuitas.

Ainda em processo de construção, a programação deve incluir exibições de filmes, oficinas, performances e rodas de diálogos. A curadoria segue com André Antônio e Anti Ribeiro. As inscrições para a mostra de curtas-metragens seguem abertas até o próximo domingo. As obras selecionadas concorrerão em duas categorias: Produção Pernambucana e Produção Nacional. Desde o dia 15, o festival já recebeu 80 propostas de diversos estados. Nas últimas edições, o Recifest contou com uma média de público de mil espectadores por dia, de acordo com os seus realizadores.

Sem mais artigos