O Recifest – Festival de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero nasceu em 2012 e, desde então, vem se destacando por apresentar ao público pernambucano filmes com temática LGBTI+. Mesmo sem patrocínios, a sétima edição do evento está confirmada entre os dias 20 e 22 de novembro, no Cinema São Luiz, no Recife.

Desde o seu primeiro ano, o festival contou com apoio do Funcultura Audiovisual, programa de fomento à produção audiovisual do Governo do Estado de Pernambuco. Com o edital deste ano ainda não foi lançado, a organização do Recifest ficou sem sua principal fonte de financiamento. No entanto, o atual momento do Brasil fez com que as produtoras Carla Francine e Rosinha Assis resolvessem manter o projeto, abordando o tema Toda censura é burra.

Para conseguir dar continuidade ao festival, foram necessários alguns ajustes. O período de duração, por exemplo, foi encurtado. Em vez de cinco dias, como nos anos anteriores, esta edição será realizada em três dias. Toda a equipe envolvida aceitou trabalhar de forma voluntária, sem recebimento de cachê. A curadoria é de André Antônio e Anti Ribeiro. A mostra competitiva também continuará com as categorias Melhor Filme Pernambucano do Júri Oficial e Melhor Filme Nacional do Júri Oficial, mas sem prêmios em dinheiro.

As produtoras Carla Francine e Rosinha Assis mantiveram o Recifest, abordando o tema “Toda censura é burra” (Foto: Divulgação / Recifest)

Para garantir algumas das necessidades básicas da produção, o evento busca novas formas de arrecadar fundos. Estão em estudo a criação de uma campanha de financiamento coletivo na internet e a cobrança de ingressos a preço simbólico de R$ 2. Até agora, todas as atividades promovidas pelo evento foram gratuitas.

Ainda em processo de construção, a programação deve incluir exibições de filmes, oficinas, performances e rodas de diálogos. A curadoria segue com André Antônio e Anti Ribeiro. As inscrições para a mostra de curtas-metragens seguem abertas até o próximo domingo. As obras selecionadas concorrerão em duas categorias: Produção Pernambucana e Produção Nacional. Desde o dia 15, o festival já recebeu 80 propostas de diversos estados. Nas últimas edições, o Recifest contou com uma média de público de mil espectadores por dia, de acordo com os seus realizadores.

Leia Mais
Segunda edição do Festival Fico em Casa BR terá shows de MC Carol, Otto, Rashid, Dingo Bells e Rosa Neon