Teatro Mágico (Foto: Divulgação)

CABELO COMPRIDO E SANDÁLIA DE DEDO
Com novo disco, trupe do Teatro Mágico reafirma a neohiponguice pós-pop e o espírito de auto-ajuda do século 21
Por Fernando de Albuquerque e Paulo Floro

TEATRO MÁGICO
2º Ato
[Independente, 2008]

Sabe aquelas rimas sem pé nem cabeça que entram no refrão só para trazer à música um lirismo sem conjuntura alguma? Pronto! O Teatro Mágico é assim. Eles rimam “o poeta pena quando cai o pano, e o pano cai”, a “música rara em liquidação”, “a matemática da arte em papel de pão”, ” evoca-se na sombra uma inquietude, uma alteridade disfarçada”…E por aí segue uma miríade de pérolas dignas de piadas sórdidas em algum boteco da avenida Guararapes, ou do baixo meretrício da República.

Intitulado 2º Ato, o novo disco da trupe capitaneada pelo paulista Fernando Anitelli, traz como principais influências nada mais do que um saco de gatos que mixa Zeca Baleiro, NX Zero, um pouco de reggae, forró de universitários da Fachuca, pingos de eletrônica e cantos de índios bodocongós trajando M.Office. Ou seja: uma espécie de arca de noé pós-industrial que vê na reunião máxima de influências, um movimento agregador que garanta casas lotadas em períodos de alta temporada.

A mensagem que permeia toda narrativa do disco continua a mesma lenga-lenga de “um mundo melhor” turbinado por uma suposta intelectualidade pseudo-gramsciana do folclore enquanto o grande libertador da massa trabalhadora. Trocando em miúdos: “deixemos as responsabilidades de lado e vamos para as ruas reviver o woodstock”.

Talvez os espectadores/ouvintes do Teatro Mágico, muito mais que os integrantes dos grupos, ainda vivam sob égide de uma filosofia Elis Regina (“ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais”) e não tenham percebido que o tempo passou. E que no mundo pós-contemporâneo a indústria cultural já não oferece apenas uma única expressão cultural como produto final, muito pelo contrário. Tudo vem misturado para ser mais facilmente deglutido.

E Anitelli merece mais que aplausos já que, dono da marca Teatro Mágico, criou uma sucursal hippie da Fantástica Fabrica de Chocolate percebendo que não se pode enriquecer apenas vendendo CDs e DVDs. Ele trabalha, de uma tacada só, com todos os clichês musicais criados pela Mpb tradicional e a que se diz renovada também. E assim, faz com que todo mundo pense: “OH!!! Que reinvenção!”

Isso é reforçado se pensarmos na própria “experiência” que a trupe oferta ao vivo. Seguindo a lógica do panis et circensis, o Teatro Mágico oferece música da pior qualidade fazendo gaiatices de caras pintadas. Tudo em máxima consonância com as formas mais torpes de comercialização da cultura e entretenimento da atualidade.

Com o disco sendo distribuindo de forma independente na internet, via Trama Virtual ou mesmo no site próprio, o grupo apresenta uma das melhores soluções do mercado fonográfico. Já que divulgando seu disco de graça na Web o grupo garante com que seu principal público-alvo, nerds adolescentes em sua maioria, comparecam às casas de shows ditas alternativas.

Aqui, então, a palavra independência apregoada pela banda, soa mais como um método, talvez mais cínico, mas muito mais esperto e lucrativo já que toda renda gerada pela venda de discos e pela bilheteria das apresentações acaba recaindo nas mãos dos que fazem o grupo sem precisar passar por gravadoras. Dessa forma o Teatro Mágico apresenta-se como um “chupa que é de uva” um pouco mais cult, mas não menos vazio e ganancioso.

NOTA: 0,5


“Pena”

  1. Ufa! Pensei que era só eu que achava essas pessoas maquiadas entoando letras escritas por uma adolescente boba um grupo sem sal, presunçoso e extremamente CHATO!!!

    Me sinto menos solitário.

    Ótima crítica – e tinha que ser ácida mesmo, pra compensar o açúcar em excesso do Teatro Ilusionista, ow, Teatro Mágico.

  2. Embora possa concordar com alguns pontos das críticas, achei muito ácido o tom dos articulistas. Sem falar que, o 3o CD do TM (A Sociedade do Espetáculo) veio agora para, definitivamente, calar a minha boca e a dos críticos mais ácidos. Embora eu não seja um “fã de carteirinha” alienado e de cara pintado, tenho de reconhecer que musicalmente os caras amudereceram muito, a entrada de novos músicos e um novo produtor os levou a outro patamar, e esse terceiro cd deles sem dúvida é o melhor que eles já lançaram, e, em se tratando de MPB, talvez o melhor do ano de 2011 no gênero.

  3. Vejo pessoas defendendo a qualidade do TM com argumentos ridículos! Fazem comparações com “aviões do forró” (e por aí vai), falam que TM é cultura, usam frases feitas (como “só para raros”, “a poesia prevalece” etc.), que os resenhistas não sabem pesquisar, que as pessoas não sabem escrever, que TM não é comercial, entre outros.

    Só peço uma coisa: gostem do TM, mas não sejam fãs cegos! Sejam críticos e não usem argumentos ingênuos. Sim, é isso que li nos comentários: as palavras de fãs ingênuos, que defendem seus ídolos a qualquer custo, sem reflexão profunda.

    Colegas, 1) argumentar que TM possui qualidade porque é melhor que “aviões do forró”, não é mérito nenhum, já que a façanha não é das mais difíceis;
    2) afirmar que TM é cultura, pressupõe uma reflexão que aposto que ninguém aqui fez, qual seja, “o que cultura?”;
    3) E usar frases feitas também não é argumento de autoridade, pelo contrário, demonstra pobreza de argumentação;
    4) TM não é comercial? Tá bom… Essa é a maior ingenuidade de todas. Aliás, ser comercial ou não é um argumento irrelevante para se discutir a qualidade do que quer que seja. Seja comercial ou não, mas seja ÓTIMO, se possível, o melhor.

    Agora, vou manifestar a minha opinião como filósofa, bacharel em letras e em direito (para os que adoram títulos!) e, sobretudo, como pessoa, como consumidora de música: não gosto do TM.
    Digo desde já que nunca fui a um show, então o espetáculo visual pode ser magnífico. Não é dele que estou falando.
    Nunca me dispus ir a um show, porque a música não me agrada, não vejo qualidade nas letras, nem originalidade, nem poesia. O que vejo é uma tentativa de fazer a poesia do simples, do cotidiano (o que é muito válido), mas como disse, fica só na tentativa. Infelizmente, faltam o dom e a técnica dos grandes poetas.
    Infelizmente, não adianta possuir grandes influências (que realmente o TM possui) e não adianta ser engajado politicamente, pois não são esses elementos que produzem boa poesia…

  4. Haters gonna hate…

    Bem, como vemos, o incondicional apoio dos fas realmente comove.

    Não conhecia o TM, confesso que fiquei surpreso com a fidelidade da plateia e seus figurinos, cheguei até a me empolgar, achando que algo bom estava por vir… Coitado de mim, fui enganado.

    O desrespeito com o inicio do show (2:30hs de atraso) não foi nem pinto perto da decepçao que tive. A “poesia”, como os fãs costumam chamar, para mim, não passa do mesmo enlatado que digerimos todos os dias desde bandas de forró e axé, até MPB de alta qualidade. NADA É NOVO, como dizem… Talvez, repaginado com caras pintadas.

    Se eles ja foram brilhantes, nao sei, mas o show que assisti deles ficou devendo MUITOOOO, o despreparo e desanimo, estavam tao estampados quanto os figurinos copiados e maquiagem pesada.

    Nao da pra captar a proposta, acredito que eles deveriam se assumir como banda (de boa qualidade, por sinal) e SÓ! A tentativa de fazer algo teatral ou de circo, pelo menos nesse show, de tao mal feitas, beiraram o ridiculo. Nem o maior pensador, poeta ou seja la o que for, conseguiria criar alguma relação com o que se cantava e o que se apresentava através desses elementos. Quem ja teve a oportunidade de assistir shows de qualidades, com a proposta que o TM tenta empurrar garganta abaixo, chega a ter pena, nem a iluminção é capaz de acompanhar o que é chamado de espetaculo por eles.

    Por fim, o discurso citando o comparilhamento de musicas e ridicularizando aqueles que fazem comercio musical, ou ate mesmo JABAS, nao passa de conversa para boi dormir.Os mesmos hipnotizam seus fieis e milagrosamente fazem com que, os mesmos que compraram no show passado, saia com sua sacolinha do show, como se fosse lei, como se fosse o dizimo dos RAROS…

    Esse mundo ideal é lindo, mas imagina voce, pagando produçao, direçao, musicos e fazendo um trabalho que se dedicou, muitas vezes durante anos, para torna-lo realidade e, simplesmente nao poder vende-lo, nao poder receber por ele e ainda ser JULGADO… Quanto aos jabas, isso acontece e é muito normal, milhares de pessoas fazem a mesma musica que voce, com a mesma qualidade, nao da pra dividir o espaço com todos, quem pode arcar com um jaba, so tem a ganhar!

    TM tem que comer muito arroz com feijao, ou mudar a proposta e se assumir como mais uma banda “alternativa”, por que de TEATRO e de MAGICO, nao tem nada.

  5. Fui ontem ao show d’O Teatro Mágico em Belo Horizonte, pois fui prestigiar a banda de abertura, formada por amigos. Nunca tinha ouvido falar d’OTM antes.
    Confesso que fiquei curioso na entrada, frente à diversidade etária da platéia (jovens de 15 a 70 anos) e à pitoresca massa de indivíduos fantasiados e pintados (incluindo paradoxais jovens de estilo completamente “playboy” – tênis, calças e camisas de marca – com os rostos pintados de palhaço).
    Quando o show d’OTM começou, eu me assutei: eles tocavam uma música agitada, gritando “sai do chão” e todos pulavam. Eu e minha namorado nos entreolhamos e peguntamos, simultaneamente: “Estamos em um show de axé?”
    O resto foi o resto: realmente senti que é um produto “plug-and-play” para um público que quer consumir “arte pronta”. As letras são uma salada russa, não entendi o sentido da mistura de intervenções circenses e cênicas e não há um fio condutor no espetáculo que justifique uma “conceitualidade”. De qualquer forma, lembrando de Roland Barthes é mais um fenômeno de agregação e instrumentalização, óbvio que reúna pessoas que se identifiquem e defendam cegamente o projeto.
    Saí do show um pouco antes do final, porque não aguentei esperar. Parabéns pelo olhar afiado da crítica.

  6. Mas que é é isso? que crítica infundada…Teatro Mágico é o que surgiu de melhor nos últimos tempos no cenário musical brasileiro…E eles tem sim que utilizar de outros meios para ganhar dinheiro, pois não são sustentados (manipulados) por gravadoras. O que você faz para ganhar dinheiro, meu caro? O Anitelli nos lembra diariamente da poesia que deixamos de viver e se todos se deixassem levar por ela, certamente não teria pessoas cruéis e despeitadas como vocês, Senhores Fernando de Albuquerque e Paulo Floro.

    A poesia prevaleceeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

  7. Muito triste ver pessoas usarem suas possibilidades na mídia para denegrir artistas com pensamentos macros como os que o TM nos traz em sua poesia musicada, que nos nutre para acreditar que somos responsáveis sim por tudo o que esta ai, e que temos e podemos fazer melhor.Chame você( “desconhecido” pra mim e com certeza pra muitos)o trabalho deles do que quizer, pois pra muitos como pra mim “A POESIA PREVALECE” e eles continuaram nos afetando com atitudes e poesia porque TM é “ESSÊNCIA E MUITO MAIS”.
    Espero que você se permita conhecer melhor e repensar todos os absurdos que escreveu, ou que no minimo aprenda a respeitar a inteligência dos outros.

  8. Vamos a realidade.

    Se analisarmos as letras do TM vemos que de tudo que é falado nas letras é a mais pura realidade.
    Não é algo montado (como rality show) que as tvs promovem.

    O TM nos leva a decifrar a nossa propria vida, a nós mesmos. Nos leva e ver e perceber q somos ‘muito maiores” para mudar td isso.

    O TM luta pela independencia musical, livrando-se das amarras criadas por empresarios e gravadoras que fazem os artistas mudarem musicas e ate estilo para fazer sucesso, mas o TM, com esta filosofia mostrou que isso é diferente.

  9. Acho que quando se vai fazer uma crítica a algo você têm que , no mínimo, estar bem informado, o que não aconteceu por aqui.Tanta porcaria no mundo e vocês perdem o tempo falando de uma banda que manda uma mensagem positiva?Aposto que devem escutar letras agressivas e acham ridícula uma mensagem de paz.
    Poesia sem rima não é sinônimo de música ruim, muito pelo contrário.
    Rimar “fim” com “mim e “paixão” com “coração” é que não dá!!!!
    Isso é desculpa de quem não entendeu o proprósito da música.
    E onde entra Nx Zero nessa História que eu ainda não entendi???
    Pesquisaram sobre as influências de Anitelli.É melhor que a de vocês,com certeza.
    Pobres criaturas…

  10. E tem mais…
    … o teatro mágico não é apenas um bando de “caras pintadas com um pouco de reggae, forró de universitários da Fachuca, pingos de eletrônica e cantos de índios bodocongós trajando M.Office”,
    talvez se esse, que se auto-intitula o salvador da nação com suas mensagens libertadoras, não percebesse que o que é importante e necessário pra populaçãio do Brasil hoje é que exista liberdade de expressão e uma mídia de massa que não aliene a população sofrida que necessita de alternativa, e pelo nível de interpretação de capacidade de abstração desse indivíduo, ele deve ser um daqueles amantes do Globo reporter, e do Fantástico, que se deliciam com as informações mastigadas e “objetivas” !!!

    “O sistema é nervoso e te acalma com a programação do dia”. . .

  11. Discordo da critica feita à trupe. Sou fã incondicional deles sim, e afirmo sempre que for necessário. Mas acima de tudo sou jornalista e ouvinte da boa música.

    Vamos do ponto inicial. Primeiro, as influências aqui citadas não são válidas ao Teatro Mágico, a não ser Zeca Baleiro, influente e respeitado musicista brasileiro. eletrônico?!?! Não vejo onde. Basta pegar algum video de show da trupe e ver que não se quer um investida eletrônica em suas músicas.

    Não entendo como, alguém ( que nem ao menos sei a profissão) pode falar tão mal assim das rimas de Fernando Anitelli e companhia se ele mesmo usa termos como “neohiponguice pós-pop”; “lirismo sem conjuntura” (Lirismos desconjuntado?!?! uhauha); entre outras “PÉROLAS”.

    Sobre o trecho da critica “E Anitelli merece mais que aplausos já que, dono da marca Teatro Mágico, criou uma sucursal hippie da Fantástica Fabrica de Chocolate percebendo que não se pode enriquecer apenas vendendo CDs e DVDs”, só tenho a dizer que basta entrar no site do Teatro Mágico e ver o custo de um CD. Enquanto artistas (ou ditos artistas) enriquecem vendendo apenas um CD as R$40, R$50, a trupe “fornece” seus CD praticamente de graça. Um DVD entao?!?! De qualquer outro grupo se paga, por volta, R$60. Consulte os preços dos DVDs do Teatro Mágico.

    Agora, faça-me o favor, sobre Claudinho e Buchecha, Lacraia, MC Bola de Fogo, entre outras bizarrices de nosso País você não fala nada.

    Acredito piamente que você é apenas um bom ouvinte de Calipso que despreza a boa cultura musical e a salvação de nossa rara inteligencia.

    Agora, só para provar mais uma vez a boa intenção da trupe, procure o movimento, MPB (Musica para baixar) iniciado por eles.

    E só mais uma coisa, antes de falar algo sobre qualquer assunto vale apenas estudar um pouco e se informar. Se ao menos poeta você fosse, sua critica ainda poderia valer de alguma coisa.

    1. Discordo de algums pontos.
      Sou filosofo e fã do Tm.
      Acredito que vc (como amante da “arte”) nao deveria julgar o é arte ou nao. Afinal o que é arte?
      Temos preferencias e isso nao nos faz donos da verdade.

      “Não acomodar com o que incomoda”
      abraço e bjo

      1. Luiz concordo também sobre a opinião de cada é única e sempre valida. Mas não é isso que coloquei em pauta aqui e sim acho que para fazer uma critica deve sempre haver fundamento. Me desculpe mas uma pessoa que vem criar coisas como “neohiponguice pós-pop”; “lirismo sem conjuntura” pode vir falar sobre rima pobre. Se é a opiniao dele beleza porém querer questionar rimas, segudo o autor da critica, pobre, com criações filosificas bizarras, não faz sentido.

        1. Bom, concordei com uma grande amiga que me mostrou um grande erro nesta minha critica e com isso vou renovar o meu comentario com um trecho de uma musica do proprio TM: “Por que a gente é desse jeito
          Criando conceito pra tudo que restou?”

          1. E ainda, segundo esta minha grande amiga, diga-se de passagem Talita Segato (uma linda garota muito especial) “tem hora que a gente se pergunta porque que não se junta tudo numa coisa SÓ”

  12. Que merda de texto é esse??
    isso não é um veículo de mídia formador de opnião??
    Pelo menos vocês anagariara o ibope que certamente almejaram quando escreveram essa balbúrdia pseudo-informativa…

  13. Não sou fã de TM, muito menos sei letras de cor, apenas conheço pessoas que gostam e que me apresentaram a banda e me arrastaram para o show. Assim, te digo com toda a impacialidade possível em mim que você está bastante equivocado, principalmente pelo seu pocisionamento pessoal, já que está numa posição de formador de opinião.

    Acho o que eles trazem é bastante interessante, principalmente a crítca à essa indústria fonográfica de merda, que não deixa de ser um dinossauro da época da dita modernidade. Essa invenção, ou adaptação que você critica é o que há de contemporâneo, pois se adequa às ferramentas do mundo contemporâneo (tu inventaste o pós-contemporâno), e não concentra o dinheiro em um punhado de produtores e marajas da música.

    Quanto a som e show eu achei um belo espetáculo, que de fato tem todo o interesse de fazer as pessoas verem o que querem. Apesar de achar a música bem poética com uma letra que não rima amor e dor (isso sim é chupa que é de uva) concordo que o som poderia ser menos pop.

    Bem, acho que a resposta pro teu xilique é quem paga teu salário…valeu

  14. No nosso pais temos a chmada liberdade de expressão….Todo mundo faz o que quer….fala o que quer.
    E foi isto o que aconteceu com estes dois sobre a matéria que publicaram…eles falaram o que queriam…mas se enbasamento nenhum.
    Teatro magico é cultura…coisas que e estas pessoas não devem saber o que é…As letras tem sentido sim…e ótimo…
    Gente pra criticar algo…vcs devem estudar a fundo viu!!
    Teatro Magico é perfeito!!!

  15. Direito a critica todos tem… qualquer ser humano tem o direito de emitir suas opiniões diante de um comportamento, de uma atitude ou de uma realização do outro. Entretanto, ninguém pode arrasar algo só porque não gostou ou destruir só pelo prazer de ver a sua ruína. E é isso que eu notei nessa matéria. A critica construtiva ou não era pelo lançamento do cd, ou pelo menos era esse o tema, mais o que percebi ao longo da leitura que o cd mesmo ganhou 1 paragrafo de comentario e o resto? O resto ficou para reclamar de algo que acredito que não conhecem muito que é a música independente. Portanto, antes de criticar algo que faz parte de nossa cultura (música alternativa) particpe do movimento e ai sim escreva sobre ele.

  16. É o maximo mesmo… E que eu saiba para fazer uma critica, é necessario muito conhecimento, coisa que o autor desta “porcaria” não tem… Talvez precise estudar um pouco mais de interpretação de texto.. ou de musica… Porque as musicas do Teatro Mágico fazem o completo sentido ! Espero que estude um pouco mais antes de fazer criticas, afinal, você se acha um profissional da escrita. Afffff ¬¬’

  17. Meu, que ridículo … Não acredito que existem pessoas com a mente tão pequena ainda… Meu bem, se voce não tem qualidade suficiente pra produzir musicas raras como o fernando produz, o problema é seu… Isso ai é pura inveja… Afinal as musicas deles são um sucesso pra qualquer publico pq eles tem sentimentos… Ridiculo , deplorável… péssimo.

  18. Como dizem por aí, cada um tem o seu gosto.
    Hoje em dia, com tanta violência e opressão, é de se admirar quem consegue fazer milhares de pessoas se emocionar com a simplicidade que é peculiar na trupe Teatro Mágico. Eles estão de parabéns.

    O trabalho deles não se resume a frases sem nexo, como diz a crítica. Convido o crítico a ouvir com atenção todas as suas músicas, para que possa depois emitir uma opinião como essa.

  19. Teatro Mágico é uma das piores coisas que já ouvi. Tem gente que acha o máximo. Pra mim não é muita coisa.

  20. Acabei de me informar melhor sobre o TM e, embora não tenha visto nenhum show e ouvir o segundo cd informo que… merda!
    Eh a era retro! Quem sabe, daqui a pouco, venha a surgir algo melhor, pelo menos um re-leitura digna. TM não passa de um grupo de estudantes de teatro ( de segundo ano) que se juntaram com estudantes de musica (de segundo ano) e fazem show em festa junina.

    Mas… prometo, na primeira oportunidade ver um show ao vivo, quem sabe posso mudar de idéia. Já que virtualmente!

  21. não sou fã de teatro mas gosto muito do trabalho. acho incrível a forma que usam as palavras e consigo ver muito sentido sim. não sei o nome dos integrantes de cór, quão menos já fui em algum show.. reconheço que os resenhistas foram bem objetivos quando fizeram a matéria.. e que muitos ficaram bem indignados por tanta.. deixa ver como posso falar.. ”sinceridade” (?) mas a meu ponto de vista simplesmente é inútil! (: sabe.. hoje em dia as pessoas discriminam muito a arte. discriminam assim, sua própria origem. vocês não precisam gostar de teatro mágico, existem muitos fãns.. tenho certeza de que não farão falta alguma, (: mas que a idéia de rebaixar algo que não lhes diz interesse para ter mais do que 3 comentários na coluna.. é muito mediócre, é sim, sem sombra de dúvida! (: graças à alguma coisa eu não me fligo mais (tanto) com mediócridade, estou acostumada (: acho que no fundo, é tudo dor de cotovelo, por que na verdade.. o site deles tem mais visitas do que esse blog tosco :D enfim, lhes desejo sorte na vida e coerência :} (por que está em falta, e é algo vital meus caros..) não sou rara.. as pessoas que escutam teatro e gostam, também não.. raro é quase único.. aqui existem tantos! mas tenho algo à dizer para o Ricardo.. se você julga mesmo CPM22 e Charlie Brown JR. ”maravilhas da música brasileira”, deveria calar a merda da sua boca e se omitir com a porcaria do seu comentariozinho de ”universitário aspirante a crítico de alguma coisa”. e ó, acredite que, eu estou rindo MUITO de você! sem ao menos você estar pintado sob uma lona :} sem AO MENOS olhar em teus olhos! hoje em dia qualquer um é palhaço.. a diferença é que alguns são admirados por isso enquanto outros.. são como você. beijinho gúri, felicidades!! :D

  22. Caras, coitados de vocês, resenhistas! O povo caiu matando, hein??? Cara, esse Teatro Mágico é igual ao conto do alfaiate e do rei, da roupa invisível que só os inteligentes podem ver. Ou seja, balela, mentira!! Esse tipo de mensagem do Teatro Mágico é algo ensinado até nas igrejas! De um lirismo tão grande quanto um Jota Quest (argh!!). A única diferença é esse aura cult-universitária-revolucionária-palerma em torno deles. E como todo fan boy idiota argumenta ao ver seus gurus espirituais sendo execrados, o povo alega inveja, inépcia do resenhista, falta de conteúdo, cíumes. Ainda têm a coragem de se chamar de “Raros”, seres iluminados por forças metafísicas, patafísicas e bostofísicas que acreditam nesse messianismo obsoleto e pilantra, pobres criaturas que possuem o advento do mais letal, sanguinolento, ofensivo e chocante argumento de desdém contra seus inimigos intelectuais, o “Pseudo” – Presente na necessair de todo universitário aspirante a crítico de alguma coisa. Adquira já o seu!! – Realmente, essa reunião é rara! É raro ver tantos idiotas ofendidos por ter visto seu teatrinho larápio tendo sua cara lavada. Pimenta no olho do cú dos outros é uma maravilha sublime! Vamos lá, fiéis! A lona foi armada, os palhaços divertem a multidão, que logo se torna comida de tigre, quando não pegam fogo!! Idiotas. Bom, vai uma dica pro Jota Quest, Charlie Brown e essas maravilhas da música brasileira: querem ser adorados pelos universiotários de nosso Brasil?? Se pintem de palhaços, chamem meia dúzia de trapezistas e libere suas músicas na internet, com este discursinho de quem descobriu a obviedade da luta de classes sociais e quer se passar por Hippie pacifista ludibriado e ingênuo!! Perfeito!! Vocês agoram são adorados por esta trupe de patetas que batem punheta de pica mole.

  23. Quanta ignorância!
    Primeiro que sua pesquisa, se é que houve alguma, está muito furada, já que a maioria do público não é nerd ou adolescente. Eu tenho quarenta anos e acompanho a trupe há dois anos, com mais 15 amigos da minha faiza etária e, posso garantir, não somos a exceção.

    Ah, ia me esquecendo, aprenda a escrever corretamente. A marca de roupas é M.Officer, você esqueceu o “r” seu ignóbil.

    No mais, seu texto é tão medíocre que não vale a pena perder tempo lendo.

    Boa sorte no próximo! E como dica, vai estudar um pouco mais, ta faltando conteúdo.

  24. “Sabe aquelas rimas sem pé nem cabeça que entram no refrão só para trazer à música um lirismo sem conjuntura alguma? Pronto! O Teatro Mágico é assim. Eles rimam “o poeta pena quando cai o pano, e o pano cai”, a “música rara em liquidação”, “a matemática da arte em papel de pão” ” Ops acho que alguém não entendeu a música!!!! Ou não teve curiosidadde em pesquisar a história antes de publicar sobre algo. Vamos fazer assim, estão convidados ao próximo show ok? “Sintaxe a vontade”. Leiam os livros e leiam com atenção as músicas que estão disponíveis no site. Aberto para qualquer pessoa que tenha interesse de conhecer músicas e ritmos diferentes, a Trupe e ter acesso à cultura. E lembrem-se: “Amanheçam sempre brilhando mais forte”

  25. . diz: tah fazendo o q? o.o

    – diz: lendo uma crítica ao TM

    . diz: critica ruim ou boa?

    – diz: ridícula de pseudos escritores que pensam que são algo e que suas palavras valem a pena; adolescentes que preferem ver bunda e seios em clips do que complexidade e informações escondidas no meio de músicas que conseguem ficar famosas pelo conteúdo/qualidade e não coisas tão fúteis quanto… você.

  26. A propósito, “cultura pop sem contra-indicação” está fazendo parte da “miríade de pérolas dignas de piadas sórdidas em algum boteco da avenida Guararapes, ou do baixo meretrício da República”?

  27. Falando em criticar trabalhos, acho que “intelectualidade pseudo-gramsciana do folclore”, “uma espécie de arca de noé pós-industrial” e “mundo pós-contemporâneo” está fazendo bem menos sentido que as letras de Fernando Anitelli. Mas como ele mesmo disse, é só “para raros”.

  28. Bom… vamos analisar por partes:
    Quanto as rimas, posso dizer-lhe que são extremamente superiores ao aviões do forró (Lembra-se do chupa que é de uva que você citou? ). É ridículo comparar… compare o duplo sentido empregado pelo 2º grupo, ou melhor, por quem escreveu, e o pior é que está na mídia! Talvez o créu te interesse também!
    O Teatro Mágico encantou-me desde a primeira música: O Anjo mais velho! Você conhece? Resposta negativa… haha! Procure ouví-la. Ouça com o coração e não como um jornalista que se acha na altura de criticar alguma coisa da trupe. E outra coisa, não somos nerd adolescentes ( pois até minha mãe de 45 anos é apaixonada pelas músicas! E ela é culta! Talvez até mais que você!), somos pessoas inteligentes, cultas, sensíveis, com capacidade de discernimento, de não se deixar levar pela “onda pop do momento” e ver o que é realmente raro neste país! Infelizmente somos poucos… a maioria ainda prefere o créu! É nojento isso! Eu quero fazer jornalismo, mas não para fazer críticas infundadas como você, mas para acrescentar algo que seja valioso aos meus leitores. Você com certeza é sócio de alguma gravadora, pois o mercado independente é a melhor coisa que já criaram! Você escolhe o que quer ouvir, e não precisa pagar pelos serviços (diga-se de passagem, imprestáveis! ) de uma gravadora oportunista! Vá à um show do TM… você sairá encantado com certeza! Mas aprecie o conteúdo! E a música Pena que você citou no primeiro parágrafo, refere-se justamente ao comércio de arte que existe! Que arte virou mercadoria, como você pensa! Mas deixe… não é uma crítica sua que vai fazer com que deixemos de ouví-los, amá-los e adorá-los cada vez mais, mais e mais! ” E não acomodar com o que incomoda!”

  29. Putz… aposto que td mundo aki ja ouviu essa: “não acomodar com o que incomoda”…
    mas q merda de artigo é esse???? qnta inveja meu…. realmente… facil criticar…quero ver se fz melhor….
    se tanta gnt adora TM é pq o mercado musical naum OFERECE NADA MELHOR!!!! ou vc axa que cultura é axé, sertanejo e emos????

    vc precisa rever seus conceitos…..ah!!! e sobre as musicas: são poesias… portanto só poetas podem entender….ou seja: desiste! Ao contrario de tds os raros que aki manifstam suas insatisfações com esta critica sem pé nem kbça….

    é isso ai…. A poesia prevalece!!!! ^^

  30. Ridiculo ! Pura inveja ! Só porque o Teatro Mágico não aceita a mídia e certas coisas ai eles detonam mesmo. Eu acho que a opinião própria de certos escritores deveria continuar só para eles. Existe uma coisa chamada ética, que a pessoa que escreveu isso ai não tem nenhum pouco.
    Enquanto a mídia só vende putaria, que é o que tem dado sucesso eles fazem poesia. POESIA ! Música de qualidade, música que dá gosto para ouvir, que faz a gente sentir. SENTIMENTO ! Não sei porque ainda estou perdendo meu tempo nessa página ! Ninguem merece viu …. e VIVA O TEATRO MáGICO … que a gente incomode muito mais auhsuahsuashua

  31. se vc quis ajudar a vida d alguém escrevendo isso, qro q saiba q conseguiu.
    acho ilário a responsábilidade q dão a uma pessoa para fazer uma crítica (respeitável) e essa pessoa nem entende do q está flando…

    vc escreve para uma empresa em pról do POP,
    entendo por pop como: aquilo q se vende fácil ‘sem nenhuma contra-indicação’…pois bem, nós fãs d TM fugimos desse mundo d rostos perfeitos e vida alheia jogada numa folha.
    nossa arte ultrapassa a ignirância d se fechar a um mundo, q ainda ñ é perfeito, mas sabemos q qto mais existir cérebros pensantes melhor será o mundo.

    e da próxima vez, tenha a capacidade d apresentar o q se critica. pois nem tdos os seus leitores são ignorantes e saberão até onde vão suas churumelas….

    abraço

  32. oi amiguinhos,me respondam uma coisinha apenas, bem simples: Voces estão criticando o CD( pq a publicidade que o TM faz é muito melhor que qualquer banda conhecida por aí), a trupe como um todo ( me diz se vcs já pararam para conversar com algum deles?) ou com a figura de Fernando Anitelli ( vcs ficaram com raiva por nao ter essa ideiá: circo+teatro antes, OH peninha!!!) Criticar sem antes analisar, sentir um pouco de burrice, sei que vcs tem todo o direito de não gostar, mais escrever isso que oi escrito, com os termos escritos, me desculpe, mais isso tá cheirando a burrice mesmo.
    O TM é uma trupe que não faz musica para ser comercializada do jeito das bandinhas que vcs com serteza escutam, gosta quem quer, escuta quem quiser escutar, e nerds adolescentes só se for nas suas casas, pois, creio que quem escuta e admira o trabalho do TM tem muita consciência e vontade de se expressar.
    amiguinhos, A POESIA PREVALECE, EU SINTO QUE SOU UM TANTO BEM MAIOR, A RAZÃO É COMO UMA EQUAÇÃO DE MATEMATICA GIRA A PRTATICA DE SERMOS UM POUCO MAIS DE NÓS!!!! AMEI O VIDEO, COMO VCS ADVINHARAM, ESSA A MUSICA QUE EU MAISGOSTO!!
    Façam um favor para todos nós: Não incomode mais por favor. parafrasiando a amiga de Rebeca:? a poesia prevalece
    abraço.

  33. Eu compreendo vcs… como entender algo completamente acima da sua capacidade??
    crescer como pessoa… a ignorancia eh a pior das trevas …

  34. Caros amigos Fernando de Albuquerque e Paulo Floro (se assim posso te chamar)

    conheço um ditado que cairia muito bem parra esta crítica

    dis assim:
    “só atiramos pedra en arvore q da fruto”

  35. Caro Fernando de Albuquerque e Paulo Floro:

    Axo q vcs receberam uma otima grana dos outros artistas ne,Ou é mau-gosto msm??

    Pois TM é uma Filosofia de vida, ou vcs axam que Creu ou chupa que é de uva é alguma filosofia?? Akilo q é lixo auditivo!
    Duplinha caipira vá num show deles e vejam o que é show, Não é qualquer banda que tem uma filosofia de vida como a deles, A Poesia é tudo. Muitas bandas tentam chegar aos pés deles, só choram. E servir a na net as musicas não é coisa de nerd não, Se fosse não teria muitos fãs como tem!! Axo que antes de pisar numa banda vcs tem q pensar muito pois TM não é qualquer Trupe.

    0,5 é a nota de uma pessoa sem gosto musical, que não gosta de P. Nenhuma, Axo que vcs estão na area errada!!

    o 2ºato chegou ai pra demostrar pra as outras bandinhas que não é preciso lançar cd em cima de cd pra fazer fama.

    TEATRO MÁGICO FILOSOFIA DE VIDA, QUEM VIVE AMA.
    A POESIA PREVALECE NA VIDA DE MUITOS, MAS SÃO RAROS OS OUVINDES DE BONS GOSTOS!!

    Concerteza vcs dois estão exclusos, pois povo de mal-gosto é qm critica, e sem base nenhuma!!!!

    OS OPOSTOS SE DISTRAEM, OS DISPOSTOS SE ATRAEM!!

  36. Caro Fernando de Albuquerque e Paulo Floro:

    Axo q vcs receberam uma otima grana dos outros artistas ne,Ou é mau-gosto msm??

    Pois TM é uma Filosofia de vida, ou vcs axam que Creu ou chupa que é de uva é alguma filosofia?? Akilo q é lixo auditivo!
    Duplinha caipira vá num show deles e vejam o que é show, Não é qu

  37. meu,se é tão ruim,por que passar tanto tempo falando do assunto e colocando videos?Cuidado porque muita gente com cerebro,bom gosto e cultura pode ver e gostar…bom,pelo menos assim vcs vão ter bastante trabalho…muito pra fazer!!!!!

  38. “A mensagem que permeia toda narrativa do disco continua a mesma lenga-lenga de “um mundo melhor”

    O segundo trabalho d’O Teatro Mágico fala o contrário. Ele não exalta um mundo melhor, ele dá um tapa na cara de quem acha que o mundo está bom do jeito que está. Se você tivesse estudado um pouco o novo trabalho deles, não escreveria tantas bobagens. Ninguém é obrigado a gostar de nada, mas falar que são nota 0.5 já é demais.

    A banda/trupe é uma das grandes forças da arte independente do país. Arte independente é luta contra as porcarias que temos que ver na tv ou na rádio. Ser independente não enriquece ninguém. Eles estão longe de serem milionários e não é nada fácil manter-se ali, desafiando os gigantes.

    Se você é tão bom assim, me diz, o que faz de útil além de críticas sem fundamentos e vazias?

  39. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    ADOOOREIII…juro… adorei a forma como vc (ate pq juntando os dois cerebros nao dá 1/4 do uso de um normal) pega a inutilidade de sua vida e faz uma piada tao engraçada… vcs se sairao bem fazendo textos de comedia…muuuito bom…me acabei de rir… apesar de ter parecido coisa de fã revoltado… ui ui ui…kkkkkkk… eh tao ridiculo q fica uma comedia em potencial…adorei as risadas q vcs me proporcionaram…vlw

  40. Pra não dar mais ibope pra quem não merece, já tô saindo da página… Ah, pra falar a verdade, quem são essas duas figuras? Nunca ouvi falar!!!

  41. Reportagem vaga de realidade. Percebe-se que nada do que foi dito ali não é nada construtivo e não é digno de ser levado a sério.
    Não digo que é uma crítica essa reportagem e sim um ponto de vista sobre a Trupe.
    São que pessoas que não conhecem O Teatro Mágico nem o Fernando Anitelli. Devem ter ouvido algumas músicas e não tenham entendido o que foi passado. As estrofes que são ditas no começo da reportagem são compreensíveis à qualquer um que entende um pouco de poesia e tenha uma mente um pouco mais aberta à arte.
    O Teatro Mágico é a arte, nada mais nada menos que pura arte, sim, à misturas de estilos musicais, de idéias, de assuntos, mas ‘óh meu Deus’, é a pura arte alí. E o que é dito na maioria das músicas.
    Um ótimo vocabúlario foi colocado naquela reportagem para mostrar que há conhecimento no assunto. Mas se reparmos em cada parágrafos vemos que nada daquilo faz sentido. É uma pena, duas pessoas tão inteligêntes como eles aparentão, escreverem uma reportagem contra uma determinada coisa. Pessoas inteligêntes não escrevem contra algum assunto, sabem que há falta ou não de cultura ou de conhecimento para gostar de tal coisa. Não precisam de produtoras, não precisam de suas músicas nas rádios, pois tudo isso são cantores clichês, eles estão à cima disso, quem gosta de O Teatro Mágico hoje vai gostar pra sempre. Músicas produzidas em grandes gravadoras e que ‘bombão’ nas rádios ‘tops’ fazem sucesso hoje, amanhã nunca mais serão ouvidas.
    Vão ouvir O Teatro Mágico para verem se crescem.
    Bons ventos para vocês.

  42. Hahahaha
    Me divirto vendo a ignorância das pessoas!
    Raros, nem liguem.. só quem é RARO entende a essência de O Teatro Mágico!!!
    Parabéns, conseguiu seus 15 minutos de fama, pena que foi de uma maneira no mínimo lamentável!
    Quer saber.. viva a vida mais leve x)

  43. Legal a reportagem, pena não ter conteúdo e fundamentos. Triste ver a pseudo (como você mesmo diz) auto-afirmação de um ego um tanto quanto magoado com a vida que ingrata que leva, a ponta de não perceber o óbvio. Mas é normal, O Teatro Mágico é para raros! Abraços e melhor sorte nas suas colocações!

  44. Lamentável,
    pelo visto esses senhores devem achar que criativo é fazer versões e regravações dos Bee Gees,Willie Nelson,Beatles , David Bowie,Queen etc… e não informar prá moçada que isso já era consumido há mais de trinta anos atrás, pq muitos acham que essas maravilhas foram compostas por KLBs da vida….
    me poupem de tanta bobagem,por favor.
    E se vocês tem capacidade pra falar mal, devem ser do calibre do Chico ou quem sabe do Milton Nascimento….
    boa sorte e que vocês consigam ser alguém …..

  45. Raros e Raras que marcaram sua incomodação e descontentamento com a critica a cima.
    Agradeço a presença de todos mostrando para esses “criticos” carentes de atenção o valor do trabalho do TM.
    No dia 14 de outubro eu tive a infelicidade de me deparar com este site e, comtemplando tamanho absurdo e ainda a falta de manifestações dos Raros desse mundo, fiz questão de (mesmo sabendo que era isso que eles queriam) passar esta pagina para varios contatos inclusive em algumas comunidades do TM.
    Feliz fico de ver que esse esforço surtiu resultados muito positivos pois quem vai contra o TM; contra nos tambem vai.
    Muito obrigado Raros!

    atenciosamente
    Thiago Cardoso

  46. “Notas de um observador:
    Existem milhões de insetos
    Alguns rastejam, outros poucos correm
    A maioria prefere não se mexer
    Grandes e pequenos, redondos e triangulares
    De qualquer forma são todos quadrados
    Ovários oriundos de variadas raízes
    Radicais, ramificações da célula rainha
    Desprovidos de asas, não voam nem nadam
    Possuem vida, mas não sabem
    Duvidam do corpo
    Queimam os seus filmes e suas floras
    Para eles, tudo é capaz de ser impossível
    Alimentam-se de nós
    Nossa paz e ciência
    Regurgitam assuntos e sintomas
    Avoam e bebericam sobre as fezes
    Descansam sobre a carniça
    Repousam-se no lodo,
    Lactobacilos vomitados sonhando espermatozóides que não são

    Assim são os insetos interiores:
    A futilidade se encarrega de maestrá-los
    São inóspitos, nocivos, poluentes
    Abusam da própria miséria intelectual
    Das mazelas vizinhas, do câncer e da raiva alheia
    O veneno se refugia no espelho do armário
    Antes do sono, o beijo de boa noite
    Antes da insônia, a bênção
    Arriscam a partilha do tecido que nunca se dissipa…
    … a família
    São soníferos, chagas sem curas
    Não reproduzem, são inférteis, infiéis, in(f)vertebrados
    Arrancam as cabeças de suas fêmeas, cortam os troncos,urinam nos rios
    E na soma dos desagravos, greves e desaterros esquecem-se de si
    Pontuam-se

    A cria que se crie, a dona que se dane
    Os insetos interiores proliferam-se assim
    Na morte e na merda
    Seus sintomas?
    Um calor gélido e ansiado na boca do estômago
    Uma sensação de…
    … o quê mesmo que se passa?
    Um certo estado de conformação conformado
    Parece bem-vindo e quisto
    É mais fácil aturar a tristeza generalizada
    Que romper com as correntes de preguiça e mal-dizer
    Silenciam-se no holocausto da subserviência
    O organismo não se anima mais
    E assim, animais ou menos assim
    Descompromissados com o próprio rumo
    Desprovidos de caráter e coragem
    Desatentos ao próprio tesouro
    Caem
    Desacordam todos os dias
    Não mensuram suas perdas e imposturas
    Não almejam, não há alma
    Já não mais amor
    Assim são os insetos interiores”

    Foi feito especialmente para pessoas como vocês.
    Reflita um pouco, “sintaxe a vontade”

  47. Enquanto alguns poucos criticam com coisas bobas e sem noção milhares de outros curtem o TM,fala sério gente sem capacidade não tem o que fazer e critica aquilo que não conseguem fazer..
    Da dó de pessoas assim mais como diz o nosso Ilustre Teatro Mágico

    ‘Não acomodar com o que incomoda ‘

    Isso não abaixara a fama deles só ficarão mais conhecidos!

    ;D


  48. paroo nééh?
    O Teatro Mágico é PERFEITO.
    Ahh… baixar as músicas pela neet, foi uma ideiia digamos que “genial”. assim fica assesível.. todo mundo pode baixar, escutar.. enfim. “Chupa que é de Uva”?
    Rumm.

    AGORA EU TÔ LIIGADA QUE TUUH SENTA QUANDO OS CARS TE DIZEM QUE É DE MENTA, NÉAH NÃO? ;D

    O Teatro Magico PREVALECERÁ. quer vc queira ou não.

  49. Realmente seu infame, o q vc conhece e gosta só pode ser lapada na rachada….
    deixa de ser ridículo, se um artista não pode mais lucrar com seu trabalho, eu não sei mais q mundo é esse….a indústria fonográfica é quem é gananciosa seu débil mental…..O teatro mágico é a expressão de cultura e de arte seu retardado e o modo pelo qual ele divulga o trabalho dele é perfeito pq assim o produto fica muito mais acessível seu idiota…o que vc queria? q eles como alternativos assinassem um contrato com uma gravadora pra vender um CD à 20 ou 30 reais?… eu amooooooooo o teatro mágico e admiro o trabalho deles e se pudesse iria a todos os shows e gastaria meu dinheiro sim com os produtos de ÓTIMA qualidade….ah!! e quanto à sua criticazinha:VAI SE FUDER…vc ainda não sabe a diferença entre crítica e gosto e se o se a sua opnião sobre o TM for essa msm…vc não passa de nada misturado a coisa alguma……

  50. É pena alguém dizer ser crítico literário, – sim, pq n sei se vc sabe isso que vc fez è uma crítica literária- e não saber ao menos interpretar uma letra de música
    Engraçado que entre milhares de de críticos, vc ser a unica que fala mal da trupe, não acha que tem alguma coisa errada aí?
    E as músicas são “tão ruins” que tenho um projeto com 500 alunos de escolas aprovados por professores doutores…
    Essa n colou!

  51. Que pena eu tenho de vocês,infelizmente nem todos tem sensibilidade o suficiente para apreciar arte de verdade não é mesmo? Se vocês queria chamar atenção, conseguiram, mas ceeeertamente não agradaram ninguem =)

    Só mais uma observação, nerds adolescentes?!?! Hahaha, eu certamente não sou, muito menos meu pai,que tambem curte TM, é. ;D

  52. Ai gnt…já postei mais acima…mas ñ posso deixar de dizer isso: Eles nunca tiveram tt acesso a esse site, pq pelo q percebi…td mundo (inclusive eu) só entrou aqui pq ficou sabendo que estavam criticando o TM.
    Conseguiram atenção apenas qd criticaram a Trupe, e a nós, seus fãs.
    Sinceramente, eu já vi mt crítica à artista, mas alguém criticar até quem ouve a banda já é demais né!
    Acho que vão continuar a falar muuuito mal do TM, pq pelo menos assim a gnt entra aqui né!…rsrs

  53. ‘RIMAS SEM PÉ NEM CABEÇA’ ~> se fossem inteligentes o suficiente, com certeza entenderiam a ideologia das letras do TM.

    ‘INFLUÊNCIAS’ ~> o Teatro Mágico é diferente, é único, é cativante, é mágico. *-* e sobre as influências citadas na matéria, lol, realmente foram comparações bizarras.

    bah! e dizer que ‘Teatro Mágico oferece música da pior qualidade’, caro Fernando de Albuquerque e Paulo Floro, sinceramente, precisam rever seus conceitos. (y)

  54. Exatamente, criticar é muito fácil não é. Falar que OTM é feito de rimas sem pé nem cabeça… usar palavras cultas querendo de certa forma impor respeito.
    É errado qrer buscar um mundo melhor? é errado querer colokar um pouco de cultura no nosso viver?
    Puderá todos terem um pouco da magia dessa trupe dentro de sí.
    Gosto é gosto.. porém criticar sem fundamentos algo assim, que só traz o bem é mostrar como o ser humano vem se afundando no seu próprio egoísmo.
    Mas, axo q eh por isso q tm, é só para Raros.

    a vcs que escreveram essa matéria…
    brilhem onde estiver… só não passem por cima de sonhos alheios pra isso.

  55. Nossa..
    dizem que criticas são construtivas mas essa num ajudou crescer hein..!Tah ruim de critica…da proxima vez comenta algo que o TM posso utilizar…algo que seja Util!
    Se existem Pessoas que leem essa porcaria ake..pq nós RAROS Não possamos escutar o que bem entendemos..!
    Temos cabeças feitas..com o minimo de cultura..e sabemos que a musica pode ser um refugio pra vida das pessoas..que as fazem sentir bem..!E não deixar as responsabilidades de lado mas sim de vez e quando esquece-las e ser feliz atraves da poesia!
    A Poesia prevalece!
    Não adianta querer usar palavras que vc as denomina como CULTA….sendo que não vale a pena escrever corretamente enão viver o que diz!
    Devemos respeitar o trabalho dos outros e não esta PALHAÇADA de quem num tem o que fazer…de quem não tem RESPONSABILIDADES!
    Tanto que se isso é o incio de qualquer cultura..o Respeito!!

  56. Olha só, quanta coisa vocês ganharam fazendo essa crítica (?)’se é que podemos chamar assim’ ;pelo que percebo ao passar por esse site (sendo a primeira vez que acesso aqui e Deusolivre acessar novamente), os comentários aqui expostos só mostram o contrário do que vocês postaram, ou seja, pessoas RARAS defendendo o nosso ilustre Fernando Anitelli e sua trupe O Teatro Mágico. Pois bem pessoas, já ouviram aquele trecho ‘NÃO ACOMODAR COM O QUE INCOMODA’, pois bem .. cabe a nós (não a vocês). Não nos encomodaremos se vocês voltarem a fazer mais criticas, porque como muitas outras pessoas já disseram acima ‘Gosto é que nem cú, cada um tem o seu’ ;ou melhor .. nós FÃS e a propria trupe O Teatro Mágico, somos abertos a críticas e elogios, assim esperam que vocês também sejam, afinal .. todo profissional há de ser assim.

    Parando de perder meu tempo (no casso acessando um site com esse nivel), porque pelo TM eu perferia não só meu tempo, mais minha vida inteira ..

    vou-me indo, pois meus aplausos de insatisfação já foram expostos aqui. Que Deus olhe muito por vocês e dê mais sabedoria, para (como ja disseram acima) vocês usarem dessas palavras que as julgam como cultas, para coisas boas e não desmerecer o trabalho de outras pessoas, que assim como o TM é fazer apenas o melhor’

    Atenciosamente,

    Bárbara Plez

  57. “Acredito que errado é aquele que fala e escreve correto mais não vive o que diz”…é isso ai…dar o braço a torcer que o Teatro Mágio é bom deve se dificil.
    O que foi escrito é pleno sentimeto de inveja e cobiça, meus caros, vamos assumir vcs devem curtir o TM,o que não deixa vcs serem transparêntes é a maledeta da INVEJA, façam terapia garanto que conseguiram elaborar este sentimento e aceitar sem destruir.
    Caso não acetem vcs no show, a entrada é só para pessoas raras…não é o caso de vcs né.

  58. Apesar de achar isso simplesmente um método de atrair pessoas inteligentes a visitarem esta página, pois pelo baixissimo nível de seus escritores, criticos, ou seja lá o que for que eles pensam que são, respeito a opinião de todos…

    Que sejam as minhas respeitadas, pra mim não passam de mais dois aliendos pela mídia, usados como fantoches. Pois se toda forma de arte fosse de tão facil acesso as pessoas, as pessoas poderiam escolher se gostariam disso ou daquilo, não iriam gostar do que somente a mídia diz que é bom ou não, do que estas páginas medíocres na internet falando mal de um trabalho ou outro(espécie daqueles programinhas da tarde da TV brasileira)querendo empurrar o que é bom ou ruim.

    Por favor sejam profissionais, não é possível acho que voces podem fazer um trabalho melhor, o espaço vocês tem. Tentem ser um sucesso por voces mesmos(pelo talento de voces)não tentando desfazer dos trabalhos dos outros.

    Adolescentes nerds me poupem né…só se for voces e daquele tipo de nerds que não vingaram né…rsrsrs…é cada uma…

    #ALEMAO#

  59. Pelo amor ne…falar mal do Tm é pq realmente vocês é que não tem cultura… poxa se tu não gosta não precisa pisar nos caras…
    Porra ou tu é mal amando…ou tu só dorme de calça jeans…escutando TM e pegou tralma…

    Ahhh…e nerd adolecente ou gente que precisa de auto ajuda é você…afinal tu não tem coração…

    Olhaa…sua linguagem é muito boa…porém deveria estar sendo usada…apenas para o bem e não pra colocar as pessoas…lá me baixo…

    Valeuuu…eee…meuuu vai curtir TM….

  60. Artigo infeliz…. TM é para Raros…. e infelizmente ainda não para todos…. Enquanto existirem os raros… o Teatro Mágico continuará vivo!!!!

  61. Impressionante a falta de bom senso dessa pessoa,

    está certo o mundo é das coisas novas, ninguém mais ouve B.B.King, Led Zeppellin e até a ELis REgina que vc fala.

    Antes de publicar um texto é preciso ver se vc estava fazendo uma critica ou simplesmente falando do que vc não gosta.

    Quanto a público nerd, esta mais errado ainda.
    Agora se vc acha errado uma mãe com seus 40 e tantos anos levar seu filho de 12 para ver um show do TM, vai ver que é melhor colocar a criança sentada em frente a TV vendo o Super Pop.

  62. ” Caros, Fernando e Paulo”

    A princípio gostaria que vocês parassem um pouco e refletissem… Por que será que tantas pessoas comentaram à favor do TM? Você já foi a algum show? Conhece Anitelli pessoalmente? Conhece o trabalho da trupe de perto? Pois eu gostaria de saber em qual base tirou suas equivocadas e insanas conclusões!!!!
    É a primeira vez quem acesso este site e percebi que vocês se contradizem em suas opniões. Ao mesmo tempo que criticam, cultuam o que vocês chamam de ” vazio e ganancioso”… Se intitulam “Cultura pop sem contra-indicação”, Desculpe vos lhe informar meus “caros”, mas TM não são para pops e sim para RAROS!!!!!
    Não iria perder meu precisoso tempo postando aqui, mas nós fãs e o TM somos abertos à críticas e espero que vocês também sejam. Apenas uma dica de quem tem embasamento (de acordo com as pérolas q VCS escrevem): Pesquisem antes de criticar!

    Abços raros….
    Juliana

  63. Sabe o que acontece meus caros?
    vocês nãO são RAROS por isso todo esse despeiito!
    mais fazer o que ser RARO é literalmente RARO!entendeu?
    Mais faz o seguinte fiquem ai achando que vocês são os caras enquanto o TM continua a fazer SUCESSO…beleza?
    Pq TM é so pra RAROS!!!
    Amo TM!!!\o/

  64. *Por favor, leiam muito antes de usar conceitos como PÓS-COMTEMPORÂNEO, poucos eruditos usariam sequer PÓS-MODERNO, imagine só Pós-Comtemporâneo!”
    Concordo plenamente com o comentario acima, mal sabem colocar termos corretamente, mal sabem o que significa a contemporaneidade, como podem criticar,julgar o trabalho maravilhoso de um grupo contemporâneo?
    tão babaca esse comentário que me dá: PENA!
    Acho melhor começarem a fazer críticas ao É o Tchan ou Banda Calypso, que está no nível de avaliação crítica de voces.
    E que bons ventos os ajudem.

  65. Meus queridos, se vcs querem ibope para suas criticas conseguiram.
    Como dizem, o TM e visto somente por NERD´S ? tsk…tsk.
    Vc esta na época da xuxa, vivendo no mundo da Lua… Vá a um show do TM, veja os perfis das pessoas. Mas gosto e igual…C….cada um tem o seu.
    Mas o principal vcs conseguiram, ibope pra sua coluninha, que vc deve receber uns R$150,00 pra escrever, ou se não ainda, fazê-la de graça para tentar aparecer.
    Vou citar um trecho de um grande poeta ali em cima: THIAGO CARDOSO

    simplificando toda a papagaiada cliche e repetitiva empregada na minha publicação em homenagem a sua matéria (já que ela e constituida dessa forma) :
    vai toma no cú seu mau amado!
    grato pela atenção

    Fica aqui minhas condolências a este texto morto!!

  66. Acho que o anitelli tá certo qndo diz “o poeta pena…”, pois é por causa desse tipo de visão chula que a poesia tá assim no nosso brasil…poesia hoje é o que? Créu? CPM22 e outras bandas dor de cotovelo…concordo que o TM é uma espécie de auto-ajuda, mas só é ajudado quem se deixa ajudar…todo mundo tem o direito de gostar ou não gostar, mas esse tipo de comentário e julgamento é golpe baixíssimo…
    A Trupe tem meu apoio e admiração…não sou “fã”, meu ídolo é só um, Jesus Cristo, mas o TM me encanta, e o melhor: não trabalham pra produtoras sanguesugas!!!!

  67. Srs. Fernando de Albuquerque e Paulo Floro… …o que são vocês? Uma dupla caipira com medo da concorrência?
    AH!!!!!!!!! Tenha dó. Em mi maior.

    Nós sentimos que somos um tanto bem maior e os Senhores? Juntam-se aqui para criticar algo que está além de suas compreenssões?

  68. acho que o anitelli diria….. todo bom profissional tem direito de errar!!! T.M ñão é um show…..é vidaaa…

  69. Pra começar, CRITICAR É FÁCIL, DIFÍCIL É FAZER MELHOR!
    Mas apesar de criticar ser fácil, a crítica acima ñ tem coerência. Como exemplo cito tais frases: “Intitulado 2º Ato…traz como principais influências nada mais do que um saco de gatos…” e a que se segue adiante “…não tenham percebido que o tempo passou. E que no mundo pós-contemporâneo a indústria cultural já não oferece apenas uma única expressão cultural como produto final.”
    Se crêem que isso é o que ocorre ATUALMENTE* como podem criticar o trabalho dO Teatro Mágico por ser uma mistura de várias tendências?
    E a título de comparação, “Chupa que é de uva” se parece mais com essa crítica do que com a produção da Trupe.
    *Por favor, leiam muito antes de usar conceitos como PÓS-COMTEMPORÂNEO, poucos eruditos usariam sequer PÓS-MODERNO, imagine só Pós-Comtemporâneo!…cd uma viu!

  70. Ahhh gente, nem precisa comentar nisso aqui não..

    ja vi tudo! No post sobre o cd do Marcelo Camelo ele se derramou em elogios e errou o nome da músca – BABACA MAL INFORMADO E MAL AMADO, TA PRECISANDO DE UNS SHOWS DO TEATRO MÁGICO PRA APRENDER MAIS.
    Blogs que não tem um pingo de coerência com o que dizem não merecem respeito!

  71. É uma real pena que vocês Fernando de Albuquerque e Paulo Floro, que possuem um vocábulario tão culto e legivel gaste seu tempo e espaço com uma critica individualista e infertil.
    Respeito sua opinião sobre o trabalho de Anitelli porem não posso deixar de ressaltar a falha na prestação de informação e entendimento ao publico deste site, sendo assim expresso minha insatisfação com a incoerencia de sua visão sobre arte.
    simplificando toda a papagaiada cliche e repetitiva empregada na minha publicação em homenagem a sua matéria (já que ela e constituida dessa forma) :
    vai toma no cú seu mau amado!
    grato pela atenção

  72. É uma pena essa matéria…isso sim !!
    Viva a liberdade de expressão pessoal…
    Uma pergunta: Pq o TM incomoda tanta gente?

  73. Opinião própria ou crítica? A primeira prevalece. Continuo gostando de TM.
    E quanto ao selo independente, é a melhor coisa que já inventaram. A gente consome a música que quisermos por preços acessiveis; o músico ganha muito mais e produz o que tem vontade.

  74. Uau, acho que você ficou tão preocupada em falar mal do Teatro Mágico que, do CD mesmo, só tem um parágrafo. Se eu entendi bem isso era para ser um review, e você não justificou sua nota (porque a nota é para o CD, e não parao grupo).

    Senti aí também uma amargura com as coisas ditas alternativas! hahahaha Eu gosto muito mesmo o teatro mágico, não concordo com as coisas que disse sobre poesia barata e música-clima de auto-ajuda. Embora ainda prefira o primeiro CD, “2º Ato para mim é muito bom”.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Mais
Felipe Parra mostra sua rádio afetiva em disco que reverencia a música pop brasileira