Autor foi "traído" pela web (Divulgação)
Autor foi "traído" pela web (Divulgação)
Autor foi “traído” pela web (Divulgação)

Três contos de J.D. Salinger caíram na internet. Paula, Birthday Boy (O garoto do aniversário) e The Ocean Full of Bowling Balls (O oceano cheio de bolas de boliche), obras que o autor sempre desejou que permanecessem desconhecidas do grande público.

Leia Mais
Doc e livro revelam segredos de J.D. Salinger e chegam ao Brasil em 2014

Os textos foram descobertos pelo site Buzzfeed, que revelou que o material foi postado no site what.CD, que compartilha músicas via torrents e que aceita usuários apenas através de convites. No final de semana, os contos estavam no agregador Reddit. Paula e Birthday Boy fazem parte dos arquivos da universidade de Princeton e do Centro Harry Ransom, no Texas, mas só podem ser consultados por pesquisadores com autorização.

Em 1999, um ano antes da morte de Salinger em 2010, esses dois contos foram reunidos em uma edição ilegal de apenas 25 exemplares, distribuídos em Londres. Um desses livros foi leiloado no eBay em setembro deste ano por 103 reais. Segundo o El País Brasil, esta foi a origem do pdf que circulou pela web essa semana. O terceiro conto foi escrito para a revista Harper’s Bazaar, mas o autor embargou sua publicação momentos antes de ir para as bancas.

A história faz relação com a trama de O Apanhador no Campo de Centeio, livro estrelado pelo personagem Holden Caufield e que fez a fama de Salinger em todo o mundo. Nessa novela curta que vazou aparece o irmão menor de Holden, Kenneth (em O Apanhador… ele se chama Allie), que está em um acampamento de férias e manda uma carta para o irmão mais velho. Segundo o pesquisador Kenneth Slawenski, que escreveu o livro J.D. Salinger: A Life, os três textos são mesmo legítimos e fazem da obra inédita do escritor.

Um dos autores mais reclusos de todos os tempos, Salinger parou de publicar seus livros em 1965, mas nunca parou de escrever. Nunca deu entrevistas nem fez aparições em público. Segundo a Reuters, um acordo com a Universidade Princeton prevê a publicação de inéditos, mas apenas em 2060, segundo desejos do autor.

Leia Mais
Adeus a Lygia Fagundes Telles, imortal da ABL e um dos ícones da literatura brasileira