Foto: Jedson Nobre/Divulgação.
Foto: Jedson Nobre/Divulgação.
Foto: Jedson Nobre/Divulgação.

O trompetista pernambucano Márcio Oliveira lança seu primeiro disco solo em maio. Encabeçando tem 12 faixas, com direção e produção musical de Cláudio Negrão e Marco Axé – que também assinam alguns arranjos e tocam baixo e percussão respectivamente em várias faixas.

O disco está cheio de participações especiais, como Toca Ogan e Willy Peixe (Orquestra do Sucesso); o baterista Nino Silva (Orquestra do Sucesso) e o tecladista Bactéria, do Mundo Livre S/A. Tem ainda Isaar, André Sampaio, Zé Brown, Zé Cafofinho, Gilú Amaral e Cláudio Rabeca.

Nascido em 1977, Márcio Oliveira teve seu primeiro contato com o trompete aos 12 anos em bandas marciais dos bairros de Peixinhos e Maranguape, na periferia da Região Metropolitana do Recife. Foi aos 14 anos que essa paixão cresceu e a dedicação aumentou, quando o jovem pediu aulas ao solista da Orquestra Sinfônica do Recife, Enock Chagas, depois de uma apresentação no Teatro de Santa Isabel. Enock orientou o jovem Márcio a ingressar no Conservatório Pernambucano de Música, onde o aspirante a músico permaneceu por oito anos como bolsista.

Márcio tocou nos dois discos da banda Zé Cafofinho e Suas Correntes, Um Pé na Meia, Outro de Fora (2006) e Dança da Noite (2009). O trompetista também fez parte da Bande Dessinée, com repertório que mergulha na música pop francesa das décadas de 1960 e 1970. Ainda atuou na banda de reggae N’Zambi e no Abeokuta, projeto de afrobeat em parceria com André Sampaio.

“Eu queria um disco que fosse a minha cara, gosto muito de música afro e inseri muito dela no trabalho. Para mim, o Encabeçando é uma realização pessoal da maior importância. Fiz um disco instrumental alegre, convidando amigos que sempre quis trabalhar junto”, disse Márcio Oliveira, por e-mail.

O lançamento do disco no Recife será quinta (7 de maio), às 22h, no Estelita, Rua Saturnino de Brito, 385, no Cabanga. A entrada custa R$ 20 (R$ 10 meia).

Leia Mais
Rihanna está confirmada no show de intervalo do Super Bowl