sp3

SEM POLÍCIA NÃO HÁ VIOLÊNCIA
Protesto em São Paulo reuniu milhares de pessoas no quinto dia de manifestações. A truculência dessa vez, recuou

Fotos de Alexandre Figueirôa
Editor da Revista O Grito!, em São Paulo

A passeata em São Paulo reuniu cerca de 65 mil pessoas segundo o Datafolha e se dividiu em três grupos: Avenida Paulista, outro na Marginal Pinheiros e um terceiro na Avenida Faria Lima em direção à zona sul da cidade. A PM disse que foram 60 mil. O clima estava bem diferente da semana passada quando policiais atacaram pessoas com balas de borracha, spray de pimenta e bombas de gás lacrimogênio. Com um clima bem mais tranquilo, era possível ver crianças e famílias inteiras no protesto em São Paulo. A área da Av. Paulista, tudo ocorreu sem incidentes.

Leia Mais
Artistas independentes mostram apoio
O protestos dos quadrinistas
Pelo rádio, a crueldade da polícia
Cat Power do lado dos manifestantes

Apenas um grupo muito pequeno tentou invadir o Palácio dos Bandeirantes, chutando o portão de entrada. Segundo organizadores do movimento Passe Livre, não há relação com a manifestação organizada. O povo que estava na porta se referia aos jovens da periferia, que são os que mais sofrem com a polícia de Geraldo Alckmin. Não há como contê-los e nem o que fazer. São jovens que perderam parentes na mão de policias e tem muita raiva do governador”, disse Matheus Preis, do Movimento Passe Livre, ao UOl.

Veja mais fotos da manifestação desta segunda, em SP.

sp7

sp6

sp5

sp4

sp2

sp

sp8

Leia Mais
Noite das Ideias acontece pela primeira vez no Recife