Virtuosi Brasil celebra nova geração de solistas e instrumentistas mulheres

Evento de música clássica retorna ao presencial após duas edições online e traz como atrações Quarteto Boulanger, Cristina Braga e jovens solistas selecionados por uma convocatória

A solista Raquel Paz. (Foto: Divulgação),

O Virtuosi Brasil realiza sua primeira edição presencial após duas edições online. A 14ª edição tem início nesta quinta (12) e vai até sábado (14) no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, com entrada gratuita. Na programação deste ano há um destaque para a presença de mulheres instrumentistas, como a pianista Maria Teresa Madeira, e também a nova geração de músicos, que foram selecionados a partir de uma convocatória.

Destinada a revelar instrumentistas do Nordeste, a seletiva recebeu propostas de apresentações de vários músicos e de diversos estados da região. Selecionados por esta convocatória, a violista Raquel Paz, o violoncelista Rodrigo Prado e o violonista Carlos Alberto da Silva do Duo Pessoa da Silva.

Natural de Igarassu, a violista Raquel Paz iniciou seus estudos musicais aos nove anos de idade, ingressando em 2014 no Centro de Criatividade Musical. Foi chefe de naipe em 2017 na Round Top Music Festival no Texas/EUA e em 2019 na Orquestra Sinfônica Mozarteum Brasileiro (OAMB).

Rodrigo Prado tem se inclinado para o lado da música contemporânea. Possui experiência com orquestra, música de câmara, eletrônica mista, improvisação, música popular, em conjunto de balé e teatro. Recentemente se apresentou na 24ª Bienal de Música Brasileira Contemporânea no Rio de Janeiro.

Formado pelos músicos Carlos Alberto da Silva (bandolim e violão) e João Paulo Pessoa (violão), o Duo Pessoa da Silva desenvolve um trabalho de pesquisa e transcrição e apresenta um repertório variado, mesclando valores eruditos e elementos populares.

A harpista Cristina Braga é um dos destaques. (Divulgação).

Programação

Nos destaques deste ano temos ainda o Quarteto Boulanger, a harpista Cristina Braga e a pianista Maria Teresa Madeira.

é uma homenagem a uma das maiores mulheres da História da Música, a compositora, regente e professora Nadia Boulanger (França, 1887-1979). E apesar de cada uma de suas integrantes ter nascido em países diferentes, as quatro acabaram se encontrando no Brasil por meio da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

O quarteto é formado pelas musicistas Jovana Trifunovic (Violino/Sérvia), Flávia Motta (Viola/Brasil), Lina Radovanovic (Violoncelo/Sérvia) e Ayumi Shigeta (Piano/Japão), todas com vasta experiência internacional e convivência de quase uma década juntas.

A harpista e cantora Cristina Braga tem sido grande responsável pela divulgação de uma harpa brasileira de jazz no mundo. Com um trabalho consistente, mostrou que seu instrumento também tem alma popular, tocando samba, choro e bossa. Participou de inúmeros projetos de música clássica e popular com a mesma desenvoltura.

Cristina tem 16 discos gravados, alguns lançados também na Europa, Japão e EUA. Tocou com as divas eternas Nara Leão, Ana Carolina e Zizi Possi, colocou harpa no rock nacional acompanhando os Titãs, e participou de apresentações ao lado de Lenine.

Já Marisa Teresa Madeira tem experiência como solista à frente de orquestras como a Sinfônica Brasileira, Orquestra Sinfônica da UFMG, University of Iowa Chamber Orchestra e Banda Sinfonica de Córdoba (Argentina), entre outras.

Veja a programação:

Local: Teatro Luiz Mendonça – Parque Dona Lindu – Boa Viagem – Recife / PE
Datas De 12 a 14 de maio de 2022 

Quinta – 12/maio – 19h30 
Raquel Paz, viola
Quarteto Boulanger, cordas e piano

Sexta – 13/maio – 19h30
Rodrigo Prado, violoncelo
Cristina Braga, harpa

Sábado – 14/maio – 19h30
Duo Pessoa da Silva, bandolim e violão
Maria Teresa Madeira, piano

Entrada Gratuita
OBS.: Os ingressos podem ser retirados 1h antes do espetáculo em cada dia

Leia Mais
Hot Chip lança single “Eleanor”, presente no próximo álbum